LEM sediará festival de cinema em maio

By  |  0 Comments

Luís Eduardo Magalhães sediará em 2018 seu primeiro festival de cinema. Batizado como Festival Mimoso de Cinema, em referência ao nome que deu origem ao município, o evento acontecerá entre os dias 02 e 06 de maio. A produção está a cargo da Dois4Dois Filmes e do Coletivo de Experimentação e Pesquisa em Arte e Cultura (CEPAC).

A programação do festival contará com duas mostras competitivas, uma exclusiva para filmes produzidos no Estado da Bahia e outra para filmes de todo território nacional, além de atividades de formação e oficinas voltadas a estudantes de escolas do município e realizadores de audiovisual e outros artistas e interessados.

Michel Santos, idealizador e coordenador geral do festival acredita no potencial pioneiro do festival. “Este será o primeiro ou, se muito, um dos primeiros festivais de cinema a se realizar na região oeste, e uma das poucas ações dessa área a ocorrer fora da capital ou região litorânea/recôncavo”, avalia.

A primeira edição do Festival Mimoso de Cinema não contará com um edital público. “Vamos contar com apoio do Poder Público municipal, instituições de ensino parceiras como a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e a Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) e de algumas empresas que demonstraram interesse em apoiar a realização do festival” ratifica Michel.

As inscrições para participação no Festival Mimoso de Cinema serão abertas na segunda-feira, 08, e poderão ser realizadas até o dia 31 de janeiro. Serão aceitos filmes de todo país finalizados a partir de janeiro de 2016 e que tenham duração máxima de 30 minutos, nos gêneros: ficção, documentário, experimental e animação).

Para acompanhar as novidades sobre o Festival Mimoso de Cinema acesse ou curta:

Site: www.festivalmimoso.com.br

Facebook: www.facebook.com/festivalmimoso

Instragram: @festivalmimoso

Jornalista, gaúcho e amante de coisas simples como uma boa leitura, um bom filme - de preferência no cinema e caminhadas desaceleradas ao lado de quem se gosta. Observador, peculiar e sagaz: nada escapa à mente rápida desse guri de dentes separados na frente. Autor do livro A Gaveta do Alfaiate.