Conheça o Canadá com Angela Kappes

By  |  2 Comments

Olá, queridos leitores da Immagine! Sou a Angela e a partir de agora estarei com vocês quinzenalmente para passar algumas novidades sobre o Canadá! Estou morando nesse lindo país desde julho de 2015 e adorei o convite da Dávila e Mônica para ser correspondente canadense no canal!! Espero contribuir de forma positiva com informações, curiosidades sobre os costumes e cultura canadenses! Então, viajem comigo!

O Canadá é o segundo maior país do globo, ficando atrás somente da Rússia e, embora seja esse gigante em extensão de terra, tem apenas cerca de 35 milhões de pessoas (o Brasil tem cerca de 200 milhões de pessoas). Localizado ao norte dos Estados Unidos, tem um clima temperado com as quatro estações do ano bem definidas. Embora uma grande parte do ano seja fria, temos aqui um verão com temperaturas em torno dos 35 graus e com sensação térmica muitas vezes acima dos 40 graus. Claro que isso não é padrão para o país todo, mas se aplica às áreas onde há  a maior  concentração de pessoas.

O outono é lindo e, particularmente, minha estação preferida! As folhas das árvores mudam de cor, saindo do verde e passando aos tons de marrom, vermelho, amarelo e laranja! Nessa época, há folhas em todas as partes pois as árvores ficam “peladinhas”, se preparando para o inverno. E aí as temperaturas vão caindo até chegar o tão temido (e amado!) inverno!

Há quem pense que o inverno aqui é um terror e que não vemos pessoas nas ruas, mas esse pensamento é equivocado! Embora no inverno o movimento de pessoas nas ruas diminua, nada, absolutamente nada para de funcionar, a não ser em caso de nevascas muito intensas e em dias de freezing rain, a chuva congelante (que vou explicar em outro tópico). No inverno as estações de esqui ficam lotadas, há bonecos de neve na frente das casas das pessoas, é a época do Natal (como nos filmes)… Aqui todos os ambientes fechados são aquecidos – escolas, faculdades, restaurantes e cafeterias, ônibus… E finalmente fecha-se o ciclo com a primavera e o ressurgimento da vida! Após meses de frio intenso, aos poucos, as folhas começam a brotar nas arvores, as flores começam a surgir em todos os lugares, os esquilos voltam a nos rodear em busca de comida… É mágico e emocionante ser testemunha das voltas da natureza!

Outra curiosidade sobre o Canadá é que aqui as pessoas são acostumadas a fazer tudo sozinhas: dificilmente se vê alguém que tenha a secretária do lar, tão comum no Brasil. As pessoas fazem a sua própria comida, concertam os próprios telhados, as próprias calçadas, cada um corta a grama da sua casa, tira a neve do caminho, ajunta as folhas no outono. Isso porque os serviços são caríssimos. O país é mais igualitário e todas as profissões são valorizadas. Há casos onde o patrão e a sua funcionária moram no mesmo prédio. Ela tem carro e todas as facilidades que qualquer pessoa possa ter, afinal, ser empregada doméstica é apenas mais um trabalho.

Aqui também não existe o horário de almoço como conhecemos no Brasil. As pessoas levam o almoço para o trabalho ou para a faculdade e fazem uma pequena pausa para comer. Nada de 2 horas de almoço. As pessoas começam a trabalhar geralmente as 9 da manhã e param as 5 da tarde.

Os direitos trabalhistas também são bem diferentes: as pessoas trabalham e recebem o salário a cada quinze dias. Não existe 13 salário. Não existe aqui o direito a 30 dias de férias remuneradas. Se as pessoas quiserem tirar férias, elas tem esse direito e podem requisitá-lo. Porém ficarão sem receber nos dias em que não estiverem trabalhando.

O sistema de saúde é igual para todos. Nada de pagar para ter facilidades. Apenas pagam os que não tem direito ao sistema de saúde (estudantes, turistas, trabalhadores temporários) mas esse pagamento não garante atendimento diferenciado. Você será tratado exatamente como os cidadãos que não estão pagando – e é por ordem de chegada e com número limitado de pacientes por dia. Se você chegar tarde no médico e o número de atendimentos do dia estiver no limite, você não será atendido. Aí a opção, em caso de necessidade, é ir para a emergência e, se não for uma emergência de verdade, você vai ficar umas 4 horas esperando pois os casos mais graves serão atendidos primeiro.

Bem, pelo que vocês puderam ver, nem tudo são flores aqui, mas tudo é igualitário. Todos são iguais e têm os mesmos direitos e deveres. Acho super justo e adoro essa organização deles. As regras existem para serem cumpridas e todos fazem a sua parte pelo bem comum! Todos são responsáveis!

Bem, essa foi a minha primeira matéria! Daqui a alguns dias eu voltarei trazendo mais novidades e relatando um pouco da minha experiência aqui! Espero que vocês tenham gostado!! Até a próxima!!