Você é a média das 5 pessoas que você mais convive

By  |  0 Comments

Você é a média das 5 pessoas que você mais convive. Possivelmente você já ouviu essa frase e se colocou a pensar “quem são as 5 pessoas com quem eu mais convivo?”. Eu faço isso de vez em quando e tento fazer uma média de quem estou sendo para as pessoas.

Mas quando a gente pensa que está na Era Pós Digital, essa convivência tem um significado diferente. Como assim? Hoje podemos conviver com pessoas que estão muito distantes da nossa localização física. Pelo Instagram, por exemplo, podemos conviver com pessoas incríveis que nos inspiram muito – mesmo sem as conhecer pessoalmente. Então, se você é a média de 5 pessoas, deve buscar pessoas que te inspirem, que estejam em um nível de produtividade, de conversa ou de trabalho, que você possivelmente admire. Em outras palavras, você vai querer conviver com pessoas que considera “phodas”, não é mesmo?

Com essa interatividade que a internet possibilitou para os dias atuais, ao pensar nas pessoas que são sua média, você vai precisar pensar em quem acompanha diariamente pelos stories, por exemplo, pelo feed do Instagram, pelos vídeos do Youtube, pelos artigos do Linkedin… Eu posso, por exemplo, conviver com o Gabriel Goffi (@gabrielgoffi), um ícone em lifestyle, inovador e empreendedor. Foi ele quem me falou essa frase pela primeira vez e me fez pensar muito sobre ela. Também posso conviver com o Murilo Gun (@murilogun), um dos pioneiros da internet no Brasil, empreendedor criativo, inovador, futurista. Posso conviver com eles e com várias outras pessoas que me inspiram, além das pessoas próximas a mim que eu admiro, sem nunca tê-los visto ao vivo e a cores, no mesmo espaço físico.

Na época em que ouvi a frase do título, eu estava pensando muito sobre liderança e refletindo um pouco sobre pessoas que foram ícones para muita gente – líderes como Mahatma Gandhi, Jesus Cristo, Madre Teresa de Calcutá, dentre tantos outros. Então, eu estava refletindo sobre as lideranças atuais, até que ponto elas inspiravam as pessoas e me inspiravam. Será que um líder teria que morrer para ser reconhecido? Quem do mundo atual, na nossa Era e que estava ainda vivo, que fosse brasileiro, poderia me inspirar como um líder?

É… Que o Brasil carece de líderes reais, nós já sabemos. Muitas vezes estamos frustrados com líderes da política, líderes de grandes grupos empresariais que estão envolvidos em escândalos e corrupção, por exemplo. Para mim, essas pessoas não são líderes, pois não agregam, não inspiram, não nos levam a querer colocar a mão na massa. Entretanto, ao mesmo tempo, o Brasil é gigante, gente! Com certeza vamos encontrar líderes inspiradores em terras tupiniquins. Sim, porque as pessoas que eu e você escutamos, os livros e mídias que lemos, os vídeos que vemos nos direcionam, influenciam na nossa maneira de ver e perceber o mundo de acordo com o que buscamos.

Pensando nisso, trago pra vocês um desafio: quem são as pessoas que têm lhe influenciado diariamente? Quem são seus ícones? Vamos compartilhar? Criamos para os Stories algumas atividades para você refletir sobre o tema com a gente e compartilhar com seus amigos:

 

ATIVIDADE 1 – Enumerar o instagram das 5 pessoas que você mais convive offline:

ATIVIDADE 2 – Enumerar 5 áreas que você mais gosta de pesquisar e saber sobre:

ATIVIDADE 3 – Enumerar o instagram das 5 pessoas que são ícones pra você em algo:

ATIVIDADE 4 – Enumerar 5 instagrams que você ama ver o feed ou os stories:

ATIVIDADE 5 – Enumerar o instagram das 5 pessoas que você tem mais contato virtualmente:

*Não se esqueça de marcar a @agenciaimmagine ao publicar

 Aproveite o mundo digital e as redes para se conectar com quem te inspira para a melhor versão de você mesmo, com o EU que você quer para o futuro, essa é uma oportunidade que as gerações anteriores não tiveram o privilégio de ter. E lembre-se: “Quem não se expõe, não se conecta”. (Talvez eu possa escrever sobre essa frase na próxima semana, o que acha?).

 

ARIELLE CAROLINE.  @ariellecbp

Para Agência Immagine.

Uma agência incomum de comunicação integrada.