Vereadores: como votar com consciência?

By  |  0 Comments

A política oferece esperanças para o povo. Mesmo que passe por momentos turbulentos e cheios de reviravoltas, ela geralmente promete o que as pessoas querem. Nem sempre cumpre, é verdade. Mas está ali, ao nosso dispor, para buscar melhorias.

Escolher um vereador não é uma tarefa fácil, pois temos muitos candidatos simultaneamente disputando poucas vagas na Câmara Municipal. Isto faz com que precisemos apelar para algum critério extra político na hora de votar.

Empatia, ou simplesmente “forma de identificação intelectual ou afetiva de um sujeito com uma pessoa, uma ideia ou uma coisa”, segundo o dicionário. É o que o povo espera dos vereadores: ver que alguém está ali cuidando para que todos vivam bem.

É fato que o brasileiro coloca sua paixão em tudo o que faz e isso é admirável. Mas também pode ser preocupante. Hoje, dia 1º de outubro, é comemorado o Dia do Vereador e aproveitamos essa data para refletir sobre as eleições de amanhã.

O que é votar com consciência?

“Decidir o seu voto pelo candidato que apresentar propostas e projetos sólidos, que sejam capazes de ser executados”, segundo Tascila Teles Ferreira, nossa entrevistada. A advogada, que busca sempre estar inteirada dos assuntos políticos, não vota levada pela emoção. “Não voto por amizade, não voto por gratidão e não voto em quem me propõe algo em troca do meu voto. Escolho o meu candidato pelas propostas e pela competência para executar a função”, completou.

vereadores2

Tascila Ferreira

Já a ex-vereadora Ana Amélia Junqueira Lopes acredita que se deve votar em quem tem serviço prestado. “É importante saber se o candidato conhece a real função de um vereador”, disse. Ela, que quando se propôs a ser candidata, fez cursos sobre a função legislativa, para aumentar seus conhecimentos pensa que votar com consciência é analisar o perfil do candidato, levando em conta seu passado, seu presente e sua perspectiva de futuro.

E mesmo não tendo tantos conhecimentos legislativos quanto alguém da área, as pessoas que não participam ativamente dos cargos da prefeitura também tem sua opinião formada. Para Sandra Guerra, moradora de Luís Eduardo Magalhães, é importante escolher um vereador que queira ajudar a cidade juntamente ao prefeito, além de analisar seu caráter, seu passado e suas propostas.

vereadores1

Ana Amélia Lopes

*

Nós provavelmente não conheceremos todo o passado dos nossos candidatos à vereador, mas certamente podemos analisar todas as razões que levam alguém a votar em cada um deles.

Luís Eduardo Magalhães passa por um momento delicado e precisa de uma eleição consciente. Por isso, não desperdice o seu voto. Analise as propostas dos candidatos, conheça-os, tente entender as suas visões de futuro e pense no que pode ser melhor para a nossa cidade. O vereador também é importante e, junto ao prefeito, ele pode mudar o futuro de muitas pessoas.

Agora, entenda como funciona a “conta” das eleições dos nossos vereadores:

Uma agência incomum de comunicação integrada.