10 de outubro: Dia Mundial da Saúde Mental

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS) a saúde mental está além da ausência de doenças psicossomáticas e se caracteriza por um bem estar em que o indivíduo reconhece suas capacidades, limitações e consegue perceber o seu papel social, tornando-se agente de sua própria história. (Drª Mariana Eneias, psicóloga da Clínica Semear)

saudemental2

É assim que vamos começar a falar sobre o dia de hoje, que é muito importante. Nós falamos com a Drª Mariana para entendermos um pouco mais sobre a data e os debates que ela levanta em meio à sociedade.

O dia 10 de outubro é conhecido como o Dia Mundial da Saúde Mental e a cada ano traz um lema diferente à discussão. O de 2016 é “Primeiros Socorros Psicológicos”. A data é utilizada em todo o mundo para sensibilizar a população e mobilizar apoio para as questões da saúde mental.

Por que devemos falar sobre a saúde mental?

O mundo está cada vez mais urgente. A tecnologia e a necessidade de obtermos respostas de maneira rápida faz com que nos tornemos pessoas insaciáveis e muitas vezes com problemas para esperar a hora certa de cada coisa.

“As pessoas estão sensíveis e mais atentas às suas questões. Devemos, então, procurar uma maneira de cuidar de nós mesmos e também daqueles que estão à nossa volta. Não somos máquinas, somos seres humanos e precisamos cuidar de nós mesmos. A depressão, por exemplo, se muito grave pode incapacitar as pessoas, isolando-as de tudo e todos. Não podemos deixar que o preconceito sobre o embate da questão “saúde mental” perdure por mais tempo” diz.

Seria a ansiedade o mal do século?

Como diz a drª Mariana Eneias, psicóloga que atende na Clínica Semear, “nós perdemos o hábito de parar, relaxar e curtir. Estamos num momento onde tudo deve ser feito rápido; e essa urgência pode ser mais prejudicial que imaginamos. Desacelerar nossos pensamentos, diminuir o uso de tecnologias, entre outros, pode ser o início para uma vida mais tranquila e menos ansiosa”.

saudemental3

O que leva alguém a ter depressão ou ansiedade, dois dos problemas mais comuns atualmente?

Vários motivos. O ser humano é único, mesmo em meio a tantas características compartilhadas. Não podemos simplesmente apontar o dedo para alguém e descobrir o que a levou a ter depressão. Não podemos, tampouco, menosprezar os problemas que aquela pessoa tem.

Para a doutora Mariana, “cada um é cada um”. Segundo ela, as pessoas manifestam emoções de maneiras e intensidades muito distintas. “O que para um é problema, para o outro pode não ser. Por isso devemos estar atentos às queixas das pessoas, devemos nos colocar no lugar dos outros e então perceber o quanto aquilo pode estar causando um sofrimento”, conta.

O que podemos fazer para ajudar aqueles que passam por problemas que envolvem a sanidade mental?

Muitas vezes nós pensamos que deixar a pessoa que está com problemas simplesmente “curtir a bad” seja a saída. Mas não é tão simples como pensamos. As pessoas que passam por problemas como a depressão e as crises de ansiedade não se reerguem da noite para o dia.

Nós podemos fazer mais do que imaginamos. “Podemos identificar os sintomas mais comuns – choro constante, tristeza, isolamento, falta ou excesso de sono, entre outros – analisar se estão mais frequentes, se estão afetando a vida social e então sugerir e procurar auxílio psicológico e/ou psiquiátrico”. Essas são as dicas da Drª Mariana.

A Psicoterapia, enquanto método para promover autoconhecimento, se for realizada com profissionais qualificados pode auxiliar nesses momentos e em outros. E, mesmo sendo muito útil nestes casos, ainda é muito subestimada.

As pessoas ainda tem medo ou vergonha de procurar um psicólogo e, em alguns casos, alegam não serem “doidos” para precisarem ir ao médico. E não são mesmo. Apenas precisam de ajuda.

saudemental1

Mas então, de que maneira podemos ser pessoas melhores e ajudar a nós mesmos e aos outros?

A Drª Mariana explica que podemos ser pessoas melhores se começarmos cuidando de nós mesmo, para depois podermos cuidar dos demais.

“Nós podemos cuidar do nosso sono, que precisa ser de qualidade; cuidar da nossa alimentação, que precisa ser balanceada; realizar atividades físicas regularmente; praticar meditação, evitar o excesso de informações e acúmulo de tarefas, entre tantas outras coisas. Se formos pessoas tranquilas e felizes, exalaremos isso e estaremos contribuindo com a felicidade de outras pessoas”, conclui a doutora.

*

Mas então, qual seria a importância do dia 10 de outubro para a causa?

Este serve mais como alerta. Nós devemos entender que a depressão e as questões mentais não são uma “frescura”. São coisas sérias.

Para Drª Mariana, “esse dia serve para nos atentarmos ao fato de que as pessoas dão sinais e estes merecem atenção”. Com a saúde não se brinca!

Avaliação psicológica: o segredo para você acertar na contratação

Contratar um funcionário nem sempre é uma tarefa fácil. Conhecer a pessoa e seus objetivos é muito importante, mas é preciso ir mais a fundo e conhecer a personalidade de quem se candidata à vaga, para então decidir quem se encaixa melhor.

É para isso que a avaliação psicológica existe. Ela tem a finalidade de observar e avaliar diversos aspectos emocionais que devem ser levados em consideração no processo de contratação. Como saber se o candidato fica nervoso em momentos de pressão, se é envergonhado e reservado ou extrovertido demais, por exemplo? Simples: procurando um profissional que possa te auxiliar.

A Drª Mariana Eneias, psicóloga da Clínica Semear, conversou conosco e nos explicou como funciona e qual a finalidade da avaliação psicológica. Confira abaixo as perguntas mais comuns:

O que é a avaliação psicológica?

“A avaliação é um processo técnico e científico realizado com pessoas ou grupo de pessoas que, de acordo com cada área do conhecimento, requer metodologias específicas. É dinâmica e se constitui em fonte de informações que explicam os fenômenos psicológicos, a fim de subsidiar os trabalhos nos diferentes campos de atuação do psicólogo, dentre eles, saúde, educação, trabalho e outros setores necessários. É um estudo que precisa de planejamento de acordo com a demanda e os fins aos quais a avaliação se destina”, explica a psicóloga.

Qual a sua importância dentro das organizações?

A avaliação psicológica tem sido considerada uma das principais ferramentas do processo de seleção pessoal, por meio dos testes que avaliam desde personalidade, atenção, rapidez até desempenho.

“Por meio de uma avaliação a empresa consegue filtrar melhor os candidatos que possuem o perfil mais adequado para a vaga em questão. Dessa forma, a avaliação psicológica vem sendo legitimada como ferramenta indispensável para conhecer o potencial de cada indivíduo, bem como suas competências pessoais e suas limitações”, explicou Mariana.

Como funciona?

O candidato é submetido a aplicação de testes que variam de acordo com a necessidade da empresa. A avaliação pode ser realizada individualmente ou coletivamente, dependendo da situação.

Quem deve realizar?

Tais tipos de testes devem ser realizados por profissionais especializados, como os psicólogos, que são pessoas aptas a observar o comportamento e a personalidade dos candidatos.

Recentemente, nós tivemos a necessidade de contratar uma funcionária nova e a avaliação psicológica com a Dra. Mariana foi o que nos deu garantia de estarmos fazendo a escolha certa! Ter informações mais claras sobre personalidade e outras facetas do funcionário que está sendo avaliado faz toda a diferença, inclusive no relacionamento com este mesmo funcionário depois da contratação.

Vantagens:

Além de mais segurança para escolher seu funcionário, com a avaliação você também economiza tempo e dinheiro. Sabemos que a demissão de um funcionário tem um alto custo para o empresário, portanto quanto mais acertada for a contratação, menor as chances de você precisar substitui-lo!

avaliacaopsico1

A Clínica Semear oferece em seus serviços as avaliações psicológicas voltadas para a contratação de funcionários. Em caso de dúvida, entre em contato e agende um horário para conversar e explicar quais as suas necessidades. Com certeza o processo de contratação da sua empresa estará em boas mãos.

Clínica Semear
Endereço: Av. Brasilia, 546, Sala 01, Mimoso Do Oeste, Luis Eduardo Magalhães

3 dicas de persuasão e influência com técnicas de PNL

Talvez você já tenha ouvido falar algo do tipo: “se a pessoa olhar para a esquerda e para cima enquanto fala com você é porque está mentindo”, “se alguém conversa com você com os braços cruzados é porque está desconfortável”, “se o homem conversa com uma mulher com braços relaxados e polegares nos bolsos da frente das calças é porque está sexualmente atraído por ela e quer mostrar sua masculinidade de modo inconsciente”. Quem sabe, até já se perguntou algo do tipo: “por que parece que fulana nunca entende meu ponto de vista? Me sinto tão frustrada e incompreendida ao tentar conversar com ela!”, “por que não consigo passar confiança aos meus clientes mesmo sabendo tudo sobre o produto ou serviço que comercializo?”. Estas são perguntas e percepções muito comuns que encontrar justificativas e orientações nas áreas de inteligência emocional e Programação Neurolinguística (PNL).

É desafiante definir de forma concisa o que é PNL, porque ela é muitas coisas ao mesmo tempo e traz resultados surpreendentes, sendo usada por pessoas com diferentes finalidades. Resumidamente, como Richard Bandler, um dos criadores da PNL, diz “a Programação Neolinguística é um processo educacional sobre como usar melhor o nosso cérebro”. Este conceito é baseado na pressuposição de que todo comportamento tem uma estrutura e que esta pode ser descoberta, modelada e mudada (reprogramada). Assim, através desta “reprogramação”, maximizamos nosso potencial de sucesso, melhoramos significativamente nossos relacionamentos pessoais e profissionais e nos conhecemos profundamente. Desta forma, impactamos positivamente em nossa capacidade de influenciar e criar laços e conexões com o mundo a nossa volta.

A Inteligência emocional, por sua vez, é um conceito relacionado com a chamada “inteligência social”, presente na psicologia e criado pelo psicólogo estadunidense Daniel Goleman. Um indivíduo emocionalmente inteligente é aquele que consegue identificar as suas emoções com mais facilidade. Uma das grandes vantagens das pessoas com inteligência emocional é a capacidade de se automotivar e seguir em frente, mesmo diante de frustrações e desilusões.

O “controle” das emoções e sentimentos, com o intuito de conseguir atingir algum objetivo, atualmente, pode ser considerado com um dos principais trunfos para o sucesso pessoal e profissional – mais importante que a inteligência mental ( ou o famoso QI). Por exemplo, uma pessoa que consegue se concentrar no trabalho e finalizar todas as suas tarefas e obrigações, mesmo se sentido triste, ansiosa ou aborrecida.

Saber utilizar o autoconhecimento aliado a técnicas de PNL e inteligência emocional é um grande fator de diferenciação para profissionais que atuam diretamente com a captação e fidelização de clientes, pois influencia diretamente na capacidade de compreensão das necessidades do outro, na proatividade pessoal e profissional e no atingimento de metas. O processo é longo e busca a mudança de comportamentos e paradigmas individuais para, então, sua expansão em ambiente social. Contudo, algumas dicas simples podem ajudar quem precisa melhorar suas habilidades influência e persuasão nas vidas pessoais e profissionais. Veja agora este #SaúdeOnTube e conheça 3 dicas de persuasão e influência baseadas em técnicas de PNL.

https://www.youtube.com/watch?v=Q69ig0blNqE

 

 

YOU TUBE: Assista vídeos inéditos sobre marketing para a área de saúde, gestão em saúde e atendimento & relacionamento com o cliente no canal BUZZ MEDIC  (https://www.youtube.com/channel/UCjmbsjekEch0D04ttqeJDuw)

Contate-nos!

site: www.buzzcomunica.com.br

e-mail: diretoria@buzzcomunica.com.br

 

Siga nossas redes sociais e receba atualizações diárias!

facebook: comunica.buzz

instagram: @buzzcomunicacao

 

 

Atelier das Emoções para Crianças!

Bom dia, leitores! Lidar com as nossas emoções não é fácil, não é? Então imagine para as crianças, que ainda estão aprendendo a conhecer suas próprias emoções? Sentir raiva, medo, alegria, tristeza, nojo; é tudo muito novo para os pequenos. E como todos sabemos, as crianças vivem ainda mais intensamente suas emoções do que os adultos.

Saber lidar com as emoções é fundamental para o desenvolvimento saudável de uma criança. E foi pensando nisso que a Lume Psicologia, das psicólogas Luiza Fernandes Closs e Milena Lima Danielli, desenvolveu um projeto maravilhoso: o Atelier das Emoções!

blog pixel

O Atelier é voltado para crianças de 05 a 08 anos e irá acontecer no dia 05 de março, em dois turnos, das 08h30 às 12h e das 14h30 às 17h30. A ideia surgiu depois do curso de Treinamento Coaching, quando as psicólogas perceberam o quanto é importante promover eventos que promovam empatia, contato com o outro e troca de vivências e experiências. “Depois do curso de Coaching, percebemos que as crianças também mereciam um espaço como esse! Ao analisarmos as necessidades atuais das crianças que atendemos e conhecemos, percebemos o quanto elas estão perdidas em suas próprias emoções e como tem dificuldades para lidar com os sentimentos do outro”, explicou a Luiza para o Blog.

330949_tunnekivet_v1_web_1512_b89

O objetivo do Atelier é promover um encontro em que as crianças busquem se identificar uma com as outras, aprendam a lidar e controlar suas emoções; tudo de maneira lúdica e não ameaçadora. “Trabalharemos com as cinco emoções primordiais: alegria, raiva, medo, tristeza e nojo; e a partir delas criaremos um espaço para aceitação, empatia e consciência emocional”, afirmou a Milena.

E quais os benefícios para as crianças? “Crianças emocionalmente saudáveis aprendem melhor, estabelecem vínculos afetivos sólidos, são mais seguras em suas atitudes diante de situações ameaçadoras e organizam melhor a fala e o pensamento. A grande chave do novo século é o controle emocional: pessoas bem sucedidas têm suas emoções sob controle, sabem identifica-las, controla-las e modifica-las. E isso deve ser ensinado desde a infância!”

Girl with different emotions

Os pais também são beneficiados com o projeto, pois pais com filhos emocionalmente sadios estabelecem uma melhor comunicação com os mesmos, já que as crianças conseguem dizer o que sentem e conectar situações a sentimentos.

Durante o Atelier as crianças participarão de atividades lúdicas, com muita brincadeira e música. Os sentimentos serão explorados através de atividades artísticas, como desenhos, recorte e colagem, modelagem e histórias. Através do ato de brincar e da arte, a criança expressa suas emoções de maneira plena e verdadeira, e assim podemos compartilhar experiências de forma empática e sem julgamentos. “Vamos usar o filme Divertida Mente como norte do nosso trabalho. O Atelier será baseado em seus personagens e em como as emoções podem fazer uma “confusão” em nossa mente e ao mesmo tempo mostrando como são essenciais para nossa vida!”, explicou a Milena.

open-uri20150608-27674-330hsh_d8ed63bd
Divertida Mente – Inspiração para o Atelier

Após o evento, as psicólogas entregarão um relatório individual para os pais, contendo informações a respeito do dia e de como cada crianças reagiu às atividades elaboradas. É uma valiosa ferramenta para as crianças construírem seu controle emocional de forma saudável e divertida.

O investimento para o Atelier é de apenas R$ 150, com lanchinhos inclusos para os dois turnos. São apenas 10 vagas disponíveis, então se você tem interesse de proporcionar essa experiência para o seu filho, confirme logo a inscrição com a Lume Psicologia.

Os contatos da Lume são:

77 9 9918-1232

Rua Piauí, 443, 2º andar, centro, LEM (no prédio da P&F Consultoria / Medicina do Trabalho, na rua do Banco do Brasil)

Instagram e Facebook: @lumepsicologia