Abapa realiza cerimônia de encerramento dos cursos Técnicos em Agropecuária e Hospedagem

 

A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) realizou, na noite da última sexta-feira, 30/06, no Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia, a solenidade que marcou o encerramento das turmas inaugurais dos cursos Técnico em Agropecuária e Técnico em Hospedagem. Os cursos foram iniciados em 2015, após uma iniciativa da Abapa em parceria com a Universidade Federal de Viçosa – UFV, Agrosul – John Deere e Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães.

Ambos os cursos tiveram  duração de dois anos e carga horária de 1.200 horas. Formatados no modelo EAD (Educação à Distância), contaram com aulas online, encontros presenciais e avaliações. Para Sérgio Brentano, gerente do Centro de Análise de Fibras da Abapa, também formando e orador do Curso Técnico em Agropecuária, foi uma experiência única. “A qualidade do curso é inquestionável e o mesmo abre muitas possibilidades para as pessoas que já atuam na área ampliarem seus conhecimentos. Os professores são realmente capacitados e se mostraram presentes e dispostos a ajudar e tirar dúvidas sempre que os alunos precisaram”, afirmou.

O presidente da Abapa, Júlio Cézar Busato, destacou que a inciativa foi realizada pela associação por meio do Centro de Treinamento e que a ação agrega muito ao desenvolvimento do agronegócio regional, além de melhorar os índices sinalizadores da qualidade de vida dos habitantes. “É importante que cursos como estes sejam realizados em nossa região, para que mais pessoas tenham acesso ao conhecimento e possam crescer e cooperar para o desenvolvimento de nossa região. Fizemos de tudo para que esse projeto acontecesse e acreditamos que ele tem muito a agregar”, disse.

Para o diretor da Agrosul – John Deere, Olmiro Flores, os cursos representam um grande passo na capacitação da mão de obra especializada no agronegócio. “Estar aqui hoje, compartilhando este momento com os alunos formados, é algo que nos deixa muito realizados. Acredito que a missão da Agrosul não é apenas vender máquinas, e sim ajudar a capacitar a mão de obra da região. Estamos dando um passo muito importante para o desenvolvimento do oeste da Bahia”, afirmou.

A seriedade de uma parceria como essa, confirma os benefícios que a região pode receber a curto e longo prazo. Essa é a primeira vez que a UFV fecha parceria com uma empresa e leva seus cursos para outro estado. “É muito gratificante ver que a qualidade de nossa instituição é reconhecida e pode oferecer benefícios em outro estado, ainda mais fora de Minas Gerais. Estamos em uma região muito promissora, que tem uma perspectiva de crescimento muito grande, e a Universidade está aqui, hoje, para graduar pessoas interessadas em colaborar com esse crescimento”, concluiu Diego Antônio França de Freitas, Diretor de Ensino da UFV.

Entre os alunos, de ambos os cursos, muitos já atuam na área, como é o caso da bacharel em direito e formanda do curso Técnico em Agropecuária, Cláudia Lermer Oliveira. Com 27 anos e atuando na fazenda da família, buscou o curso para ampliar seu conhecimento técnico sobre o ramo. “Aprender a teoria e os ensinamentos passados no curso foi de extrema importância para mim, já que trabalho diariamente nesse meio. A qualidade é excelente, tanto em relação à universidade como ao conteúdo e professores. O curso superou todas as minhas expectativas”, contou. Também é o caso da formanda, Luana Corsi dos Santos, que trabalha no ramo de hotelaria há 15 anos e agora conquistou o diploma de Técnico em Hospedagem. “Aplicar os ensinamentos do curso ao meu dia a dia só  tornará o meu trabalho mais completo. Conheço o ramo há muitos anos, mas é bastante importante ter propriedade para trabalhar e exercer a minha função”, disse.

A solenidade contou também com a presença do coordenador do Curso Técnico em Agropecuária e Ensino à Distância da UFV – Campus Florestal, Hebert Leonard Lehner, da Presidente do Sindicato Rural de Luís Eduardo Magalhães, Carminha Missio e do vereador Carlos Koch.

Abertura da Bahia Farm Show 2017 garante espaço para o social com novas adesões ao Fundesis

Cada vez mais sustentável e social, o agronegócio do oeste da Bahia tem mostrado a sua atuação fora do campo, melhorando a vida de pessoas carentes da região, por meio do Fundo para o Desenvolvimento Integrado e Sustentável da Bahia – Fundesis. A 13ª edição da Bahia Farm Show foi palco, logo na sua abertura, nesta terça-feira (30), de novas adesões de agricultores ao Fundo, que financia projetos sociais.

Resultado de uma parceria, iniciada em 2006, entre a Associação de Agricultores e Irrigantes – Aiba e o BNB. Os recursos são obtidos por meio de negociações de custeio dos produtores associados à Aiba junto ao BNB de Barreiras, Luís Eduardo Magalhães e Correntina.

“Em 11 anos da atuação já foram lançados seis editais, com investimentos de mais de R$ 3,5 milhões em 81 projetos sociais, de 51 instituições de 13 municípios”, disse o superintendente estadual do banco, Antônio Jorge Guimarães. Ele acrescentou que as execuções dos projetos geram empregos temporários e fixos, além do desenvolvimento da economia como um todo.

Para o presidente da Aiba, Celestino Zanella, o sucesso do Fundesis é uma ‘canalização de esforços’. “Esta é a nossa contribuição com o social, cada projeto realizado é uma demonstração do comprometimento do produtor que doa uma parcela dos financiamentos de custeio de suas lavouras para o programa, e por outro lado, está o banco, oferecendo condições mais vantajosas aos produtores”, disse.

Os recursos são destinados a creches, abrigos, orfanatos, pré-escolas centros culturais e esportivos, podendo ser empregados na construção de sedes próprias, reformas, aquisições de mobiliários, equipamentos e outros avanços. Cada instituição pode receber até 50 mil por projetos, com contrapartida de até 25% em serviços e bens. O edital lançado em março de 2017, contemplando R$ 600 mil, recebeu 45 projetos oriundos de instituições de vários municípios da região, e os mesmos serão analisados para aprovação até 15 de junho.

Presente na cerimônia de assinatura, o vice-governador João Leão conclamou os demais agentes financeiros para também apoiarem o projeto, a exemplo do BNB. “Faço aqui uma convocação para bancos como a Caixa Econômica, Banco do Brasil e outros para aderir a este projeto que garante a melhoria da qualidade de vida de a tantas pessoas do nosso oeste baiano”, finalizou. Assinaram termo de adesão os agricultores Valter Gatto e Marcelo Koppes.

SERVIÇO:

Bahia Farm Show 2017

Data: 30 de maio a 03 de junho de 2016

Local: Complexo Bahia Farm Show: BA 020/242, km 535 – Luís Eduardo Magalhães – Bahia

www.bahiafarmshow.com.br

ASCOM/ARATICUM