Blind Melon – No Rain (Ripped Away Version)

Shannon Hoon foi mais um talento dos anos noventa cuja morte originou-se da dependência química. Devido a uma overdose de cocaína, faleceu em 21 de outubro de 1995. Até então, Hoon liderava o Blind Melon, banda que atingiu certo sucesso comercial com o single “No Rain”, graças ao famoso videoclipe da garota vestida de abelha.

Após a morte do artista, a banda soltou em 1996 uma coletânea intitulada “Nico”, em homenagem à filha do ex-vocalista, Nico Hoon. Esse compilado reúne algumas gravações feitas por Shannon Hoon e finalizadas pela banda, canções inéditas, versões alternativas de algumas já lançadas e até covers.

Uma dessas músicas chama-se “No Rain (Ripped Away Version)”, uma espécie de demo daquela que tornou a banda conhecida mundialmente. O que chama atenção nessa versão é que a áurea hippie e otimista da original é totalmente deixada de lado por um instrumental mais sombrio e emocional. Até a letra da canção, que é a mesma nas duas versões, pode ser interpretada de outra forma somente pelo fato da melodia estar mais melancólica.

Confira ambas abaixo:

Massive Attack na MTV + Cover do Bauhaus

Com mais de trinta anos de carreira e uma criatividade única, o Massive Attack é um dos conjuntos mais interessantes que surgiram na década de noventa. Misturando vários estilos diferentes e criando uma sonoridade inédita para a época, Robert Del Naja, Daddy G, Andrew “Mushroom” (que já saiu do grupo) e suas inúmeras parcerias atraíram atenção de milhares de pessoas ao redor do planeta.

No Youtube, o canal MASSIVETTACK.IE é um prato cheio para os fãs do conjunto britânico. O vasto acervo conta com apresentações ao vivo, entrevistas e vídeos dos mais diversos tipos sobre os pioneiros do estilo conhecido como Trip Hop.

A boa alma por trás desse projeto reuniu em um único vídeo CINCO apresentações do grupo na MTV europeia durante a década de noventa. A performance de “Karmacoma” é datada de 1996, enquanto as outras quatro canções (“Safe From Harm”, “Teardrop”, “Mezzanine” e “Inertia Creeps”) foram tocadas em 1998, época em que o grupo divulgava o disco Mezzanine, do mesmo ano.

Muitos fãs destacam a faixa “Teardrop”, devido à áurea angelical de Elizabeth Fraser. Mas, para mim, é a obscuridade de “Inertia Creeps” o destaque dessa coleção.

Sobre o disco Mezzanine, considero-o o melhor trabalho dos caras. E para comemorar o 21º aniversário do mesmo, o Massive Attack está em turnê pela Europa, apresentando o disco ao vivo e com algumas surpresas. Uma delas foi um cover excelente de “Bela Lugosi’s Dead”, clássico do gothic rock/post-punk do Bauhaus. O vocal soturno de Robert Del Naja encaixou bem na canção, enquanto o instrumental manteve-se fiel à original.

 

O tributo rendeu elogios até de David J. Haskins, baixista do próprio Bauhaus e que ficou encantado com o cover.

Você pode conferir aqui no blog um texto que escrevi sobre o Bauhaus e “Bela Lugosi’s Dead”. O link é esse.

 

Current Affairs

A sensação é de estar num ambiente tonalizado em preto e branco, gélido e movimentado. A música é tão crua em qualquer aspecto que sentir-se só em meio à multidão não é algo incomum. As batidas secas da bateria contribuem para tal sentimento de solidão. Joan, sem sobrenome, declama seus versos com emoção, trazendo vida àquele lugar.

Música é assim, inexplicável. Certas melodias, estilos, artistas ou batidas transportam-nos a lugares que nunca vimos na vida, nem sequer sabemos se existem ou não. Esse é o exercício que ela traz à nossa imaginação, levando-nos a construir cenários e personagens que fazem sentido nem que seja somente para nós mesmos.

Esse é o caso do Current Affairs, banda escocesa de Glasgow que cria um som post-punk direto da fonte. Não é, por exemplo, o Joy Division do “Unknown Pleasures”, já ciente de como queria ser, mas aquele que ainda polia e lapidava o seu som, como no EP “An Ideal For Living”, um ano antes do seu clássico. A guitarra alterna momentos de peso com outros mais eufóricos, como se ela possuísse um aspecto cortante e elétrico, girando e dançando em volta dos seus irmãos baixo e bateria, que mantém uma linha mais direta e coesa em quase todas as canções.

Vamos aos registros oficiais: um EP de 2017, intitulado “Object”, mais dois singles, ambos datados do final do ano passado: “Cheap Cuts/Let Her” e “Breeding Feeling/Draw The Line”. Não chega a dez o número total de canções lançadas pelo conjunto. Mas a avaliar sua ainda pequena discografia, o Current Affairs possui uma riqueza musical tamanha que, ao meu ver, os torna preparados para um disco cheio e mais encorpado.

Abaixo, em ordem cronológica, o EP e os dois singles para você ouvir à vontade e de graça.

 

AGENDA CULTURAL: Semana 20 a 23 de Dezembro

HEY!
Chegamos com as programações para aproveitar o fim de semana em LEM e região!

 

QUINTA-FEIRA 20

Natal do Bem (19H)
Onde? Praça da Matriz – Luís Eduardo Magalhães BA

FEIRA NATALINA DE BARREIRAS (18H)
Onde? Praça Castro Alves – Barreiras BA

ROLNALDO E RANGEL (20h)
Onde? Ki-Boteco Bar – Barreiras BA

 

SEXTA-FEIRA 21

NATAL DO BEM (19H)
Onde? Praça da Matriz – Luís Eduardo Magalhães BA

SIRIUS BANDA ao vivo (22H)
Pub Chá das Cinco – Luís Eduardo Magalhães BA

HITALLO SILVA, CARLOS CERRATO E TAMILLE MOREIRA
Onde? Match Point – Luís Eduardo Magalhães BA

SERVERÓS RETURN (23:00H)
Onde? Tribu’s Kebaberia – Barreiras BA

DENIEL VELUTTI canta ao vivo (20h)
Onde? Ki-Boteco Bar – Barreiras BA

 

SÁBADO 22

NATAL DO BEM (19H)
Onde? Praça da Matriz – Luís Eduardo Magalhães BA

BLACK SOUL (22H)
Onde? Pub Chá das Cinco – Luís Eduardo Magalhães BA

LEVADA ELÉTRICA ALLANBICK
Com Rafa e Pipo, Zé Neto & Cristiano, Alok e Vinny Nogueira
Onde? Parque de exposições – Barreiras BA

JACKSON FERRAZ canta ao vivo (20h)
Onde? Ki-Boteco Bar – Barreiras BA

 

 

DOMINGO 23

Natal do Bem (19H)
Auto de Natal: Sou Maria
Onde? Praça da Matriz – Luís Eduardo Magalhães BA

Natal Villa (a partir das 14H)
Com Gil Souza (14h), Dani & Gabi(17H),Elvis Elan (20H)
Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

MPB e AXÉ MUSIC: GABRIEL FEITCHA
Onde? Tribu’s Kebaberia – Barreiras BA

 

 

PROGRAMAÇÃO DOS CINEMAS PREMIER (LEM e BARREIRAS)

AQUAMAN
LEM e Barreiras: 18H, 20H, 21H

Bela Marcha Fúnebre

Em 26 de janeiro de 1979, quatro jovens rapazes entraram em um estúdio na Inglaterra com a pretensão de gravarem algumas demos. Ao todo, cinco canções saíram do forno dessa sessão. Porém, mal saberiam eles que estavam iniciando um forte movimento artístico e que logo cravariam na história da música os seus lugares.

Assim inicia-se a história do Bauhaus, considerada a precursora do gothic rock e responsável pela primeira gravação do estilo, com o single “Bela Lugosi’s Dead”. Agora, quase quarenta anos após tal feito, os ex-integrantes da banda (extinta há 10 anos, entre hiatos e voltas) juntaram-se à gravadora Leaving Records e lançaram o EP “The Bela Session”, com todas as cinco faixas gravadas naquela sessão. O mais interessante: três delas jamais haviam sido lançadas oficialmente.

Impressiona o talento dos caras para uma primeira sessão em um estúdio profissional, ainda mais as linhas de guitarra de Daniel Ash. O cara comanda a guitarra como um verdadeiro domador, criando riffs abafados, sujos, ora hipnóticos e que grudam na cabeça do ouvinte, vide a canção ‘Boys”, em sua gravação original.

‘Some Faces” e “Bite My Hip” possuem a clássica estética tônica do gothic rock e do post-punk, com uma ambientação enclausurada (parecendo ecos) e o vocal rasgado de Murphy entonando os versos, acompanhado pelo ótimo e criativo instrumental da banda. “Harry” é a canção mais interessante do EP, afinal, não é sempre que se ouve um reggae (sim, reggae!) que parece ter saído das tumbas de um filme de terror. Uma honrável homenagem à vocalista do Blondie.

Mas o ponto alto mesmo está na faixa inicial e mais famosa do conjunto, “Bela Lugosi’s Dead”. Na primeira estaca da bateria, começa a melancólica hipnose que dura quase dez minutos, em um lamento destruidor sobre o ator que ganhou um status cult após interpretar o Conde Drácula nos cinemas, há muito, muito tempo atrás.

 

 

No Youtube, você encontra fácil versões ao vivo das canções e outras que saíram em singles e b-sides obscuros, mas esse trabalho acompanhado diretamente pelos membros do Bauhaus na produção vale a pena ser conferido. Um grande presente para comemorar quatro décadas de carreira com uma contribuição imensa à arte.

O blog dará uma pausa e voltará à ativa no próximo ano, mais precisamente no dia 07 de janeiro.

AGENDA CULTURAL: Semana 06 a 09 de Dezembro

HEY!

Chegamos com as programações  para aproveitar o fim de semana em LEM e região!

 

QUINTA-FEIRA 06

 

QUINTA DO RODÍZIO JAPONÊS (19:30H)

Com StefaneSabel

Onde? Delícia Gourmet – Barreiras BA

 

THALIA SOUZA (21H)

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

 

PALESTRA PÚBLICA (19:50H)

Tema: Fora da Caridade não há Salvação,com a Palestrante Janety Moraes

Onde? Casa Espírita Amor e Luz – Barreiras BA

 

SEXTA-FEIRA 07

NOITE DA MISTURA (21H)

Com André Bittencourt: Rock, Pagode e Axé

Onde? Pub Chá das Cinco – Luís Eduardo Magalhães BA

 

STEFANE SABEL (20H)

Onde? Ki-Boteco – Barreiras BA

 

RAMON ARIEVILO canta ao vivo (20H)

Onde? Burger House- Barreiras BA

SÁBADO 08

 

YEL – ISAAC YELTSIN canta ao vivo (22h)

Onde? Pub Chá das Cinco – Luís Eduardo Magalhães BA

 

ROCK IN SUNSET (17H)

Onde? Paiol Moto Clube – LEM BA

 

VILSON CARVALHO & BANDA (23H)

Onde? Tribus Kebaberia – Barreiras BA

 

IKARO YANO (20H)

Onde? Ki-Boteco – Barreiras BA

 

DOMINGO 09

 

CANTATA DE NATAL INFANTIL (19H)

Com Coral Infantil da Igreja Presbiteriana do Brasil

Onde? Igreja Presbiteriana do Brasil do Centro – Luís Eduardo Magalhães BA

 

18º MOSTRA DE DANÇA (19:30h)

Onde? Espaço Fortiori – Barreiras BA

PROGRAMAÇÃO DOS CINEMAS PREMIER (LEM e BARREIRAS)

 

O GRINCH

LEM e Barreiras: 19h

 

ANIMAIS FANTÁSTICOS: OS CRIMES DE GRINDELWALD

LEM e Barreiras: 18h30 e 21h15

O Homem das Mil Vozes

Chega a ser clichê referir-se a Mike Patton como “o homem das mil vozes” dentro do cenário musical, devido ao imenso talento que possui e em como seu dom já atingiu os mais diversos públicos. Para quem já navegou do underground ao mainstream, indo e voltando por diversos estilos diferentes, Patton já tem provas mais do que suficientes para tal título.

 

Sua habilidade vocal impressiona. Patton consegue ir de um gutural raivoso para uma afinação mais melódica em questão de segundos, isso até na mesma música. Veja abaixo, em uma apresentação com o Mr. Bungle. Por volta dos dois minutos e vinte segundos é possível ter noção dessa transição vocal que ele faz. E o mais impressionante: ao vivo!

Depois que atingiu o estrelato à frente do Faith No More, lá no início dos anos noventa, o cara não parou mais: fundou vários projetos, fez parcerias com artistas dos mais diferentes níveis, passeou por diversos estilos e também trabalhou com trilhas sonoras de filmes e videogames. Também criou a Ipecac Recordings, uma gravadora que lança atualmente artistas que seguem sua mesma linha experimental.

Seu trabalho mais recente é o Dead Cross, que fundou com seu ex-parceiro do Fantômas, Dave Lombardo (ex-Slayer). Aqui o som é extremamente pesado, um hardcore punk bem rápido e agressivo, que soa ainda melhor (novamente) ao vivo. Veja.

Em 2013, tive o prazer de ver o Mike Patton ao vivo no Lollapalooza com o Tomahawk, uma de suas bandas mais interessantes. Veja abaixo a apresentação da canção “God Hates A Coward” (se vires um espantalho gigante e de óculos escuros balançando a cabeça, sou eu):

 

Seja com o Faith No More, Fantômas, Tomahawk, Peeping Tom, Lovage, Dead Cross, suas trilhas sonoras ou as participações com outros artistas, não importa: ele se entrega de forma total em qualquer trabalho. De todos os vocalistas vivos, o considero o melhor. Caso o leitor tenha curiosidade em conhecer melhor a sua discografia, comece pelo Faith No More, é o “mais acessível”.

 

AGENDA CULTURAL: Semana 22 a 25 de Novembro

 

HEY!

Chegamos com as programações  para aproveitar o fim de semana em LEM e região!

QUINTA-FEIRA 22

 

 

OFICINA DE ARTE PERFORMANCE E TEATRO PERFORMATIVO (14h-18h)

Com Alexandre Cruz (Cia. Totus Porcus)

Onde? UFOB Universidade Federal do Oeste Baiano – Barreiras BA

ENCONTRO DE NEGÓCIOS (19h Check-in)

Onde? Porto Center Hotel – Luís Eduardo Magalhães BA

 

 

JORGE HENRIQUE E FERNANDO (20H)

Onde? O Rei da Praça – Luís Eduardo Magalhães BA

 

Black Thursday: CHOPP DOBRADO (17H-21H)

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

AENDER OLIWER ao vivo (21h)

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

 

ANDRÉ canta AO VIVO (21h)

Onde? Cais e Porto – Barreiras BA

 

 

CEVADA: O melhor do Acústico (20h)

Onde? Bar do Vieira – Barreiras BA

 

 

SEXTA-FEIRA 23

 

BANDA 100 NOME (22H)

Onde? Chá das Cinco – Luís Eduardo Magalhães BA

 

 

Black Friday: TRIPLE CHOPP + GIN Beefeater em dobro (12H-20H)

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

 

 

NA FARRA OU NA SOFRÊNCIA

Com Tayna Agazzi, Dj Alex Correia e Gustavo Braga

Onde? Passarela Beer Fest – Luís Eduardo Magalhães BA

 

 

THALIA SOUZA e JOÃO PEDRO ao vivo (21h)

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

DANI E GABY AO VIVO (21h)

Onde? Cais e Porto – Barreiras BA

 

 

Sexta com RAMON ARIEVILO: canta ao vivo

Onde? Senzala – Santa Maria da Vitória BA

 SÁBADO 24

 

 1ª FEIJOADA MISSIONÁRIA DA 2ª IPB LEM (12H)

Valor de R$20

Onde? 2ª Igreja Presbiteriana do Brasil, bairro Santa Cruz – Luís Eduardo Magalhães BA

 

 

INAUGURAÇÃO: CERVEJARIA ARTESANAL VISIONAIRE (18h)

Com Show ao vivo

Onde? Rua Laci Mario Hendges, 99, Jardim Imperial – Luís Eduardo Magalhães BA

 

 

A ERA DO SAMBA, com Feijoada (13H)

Onde? O Rei da Praça – Luís Eduardo Magalhães BA

 

 

Black Saturday:  CHOPP DOBRADO (12H-17H)

Feijoada para 2 pessoas a R$19,90

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

 

JEFFERSON FERNANDES, JACKSON FERRAS E JUNINHO RODRIGUES ao vivo (21h)

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

 

 

VALTER LINS canta AO VIVO (21h)

Onde? Cais e Porto – Barreiras BA

 

DOMINGO 25

 

 Black Sunday: ESPETO PICANHA + 3 ACOMPANHAMENTOS R$49,90 (12H-17H)

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

 

STEFANE SABEL ao vivo (21h)

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

PROGRAMAÇÃO DOS CINEMAS PREMIER (LEM e BARREIRAS)

 

O GRINCH

LEM e Barreiras: 18h e 20h

ANIMAIS FANTÁSTICOS: OS CRIMES DE GRINDELWALD

LEM e Barreiras: 18h30 e 21h15

AGENDA CULTURAL: Semana 14 a 18 de Novembro

HEY!

Chegamos com as programações  para aproveitar o fim de semana em LEM e região! Temos uma Quarta com cara de Sexta e uma Quinta com cara de Sábado, quem ama?

QUARTA-FEIRA 14 Véspera de Feriado!

FEIRA DE FLORES DE HOLAMBRA (8H-20H)

Onde? Sindicato Rural – Luís Eduardo Magalhães BA

 

GABRIEL OLIVEIRA canta ao vivo (21h)

Onde? Ki-Boteco Bar – Barreiras BA

GIL SOUZA (20h) e DANI & GABY ao vivo (22h)

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

 

BANDA REMANESCENTES ao vivo  (23h30)

Onde? Tribu’s Kebaberia

PISEIRO DO AZIEL

Com Rômulo Malva, Toinho & Cia e DJ Izzo – camarote open!

Onde? Carne de Sol do Aziel – Barreiras BA

 

QUARTA DOBRADA:

Com Cozumel, Caipirosca, Peixe Frito e Batata Frita em dobro

Onde? Restaurante Bar Chef Ely – Barreiras BA

 

QUINTA-FEIRA 15

FEIRA DE FLORES DE HOLAMBRA (8H-20H)

Onde? Sindicato Rural – Luís Eduardo Magalhães BA

 

STEFANE SABEL canta ao vivo (21h)

Onde? Ki-Boteco Bar – Barreiras BA

IZAQUE ZAU e JUNINHO RODRIGUESa ao vivo (21h)

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

 

ANDRÉ canta AO VIVO (21h)

Onde? Cais e Porto – Barreiras BA

SEXTA-FEIRA 16

 

FEIRA DE FLORES DE HOLAMBRA (8H-20H)

Onde? Sindicato Rural – Luís Eduardo Magalhães BA

 

DENIEL VELUTTI canta ao vivo

Onde? Ki-Boteco Bar – Barreiras BA

 

BANDA VINTAGE ao vivo (20h30)

Onde? Gouveia Gourmet – Luís Eduardo Magalhães BA

 

IAGO SÁ TELES canta ao vivo (21h)

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

 

DANI E GABY AO VIVO (21h)

Onde? Cais e Porto – Barreiras BA

 

SÁBADO 17

 

FEIRA DE FLORES DE HOLAMBRA (8H-20H)

Onde? Sindicato Rural – Luís Eduardo Magalhães BA

VALTER LINS canta AO VIVO (21h)

Onde? Cais e Porto – Barreiras BA

 

JEFFERSON FERNANDES, GIL SOUZA e THIAGO SANTOS ao vivo (21h)

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

 

TARDINHA OPEN (17h)

Onde? Clube AABB de Angical BA

 

DOMINGO 18

 

RONALDO & RANGEL ao vivo (a partir das 11h)

Onde? Restaurante Aldeia – Barreiras BA

JEFFERSON & GUSTAVO cantam ao vivo

Onde? Villa Chopp – Barreiras BA

SEGUNDA 19

 

OFICINA DE ARTE PERFORMANCE E TEATRO PERFORMATIVO (14h-18h)

Com Alexandre Cruz (Cia. Totus Porcus)

Onde? UFOB Universidade Federal do Oeste Baiano – Barreiras BA

PROGRAMAÇÃO DOS CINEMAS PREMIER (LEM e BARREIRAS)

 

HALLOWEEN

LEM e Barreiras: 20h

O GRINCH

LEM e Barreiras: 18h

ANIMAIS FANTÁSTICOS: OS CRIMES DE GRINDELWALD

LEM e Barreiras: 21h15

Roger Waters em Salvador: rock e resistência

Passando pelo Brasil com a turnê Us+ Them, que pode inclusive ser a última de sua carreira, o lendário Roger Waters fez história. Aos 75 anos de idade e com o mesmo gás que esbanjava na criação e performance dentro do Pink Floyd, o cara fez seu show em um dos maiores palcos do mundo, desbancando até mesmo algumas estrelas do pop em suas apresentações. É só para quem pode, né? E ele pode muito.

Fazendo a alegria daqueles que amam as clássicas do Pink Floyd, Waters é indiscutivelmente um dos maiores músicos que o rock já teve (e ainda tem, graças a Deus). No Brasil, já passou por São Paulo (com direito a show em uma data extra), Brasília e Salvador. Ainda possui agenda para visitar Belo Horizonte (21/10), Rio de Janeiro (24/10), Curitiba (27/10), e Porto Alegre (30/10), fechando sua passagem majestosa pelo Brasil.

Em Salvador, colocado como alvo de duras críticas por conta de sua abordagem referente à política de nosso país, Roger Waters manteve seu posicionamento, que sempre foi contra o sistema, e encorajou aos brasileiros. Ao fazer uma homenagem emocionante a Moa do Katendê, que foi brutalmente assassinado por uma discussão política, reforçou o quanto tem de ativismo em suas veias. O show em Salvador aconteceu no último dia 17, quarta-feira.

“Eu queria apena tomar um minuto para relembrar um de vocês. Este é um grande artista local. Mestre Moa, que foi brutalmente assassinado após o primeiro turno das eleições presidenciais. Ele foi um grande exemplo para todos nós em espalhar amor, caridade, empatia e coragem” (Roger Waters)

Durante a homenagem, um telão de 70 metros de largura integrado ao palco exibiu uma foto do capoeirista de braços abertos. O público foi a loucura. Roger Waters pediu paz e chorou no palco.

Nós falamos com dois amigos que estiveram por lá e toparam compartilhar conosco suas impressões sobre esse show histórico e também sobre a abordagem política feita pelo ex-líder do Pink Floyd. Deise Machado, que é de Brasília, disse compreender o momento em que Waters alegou não saber muito do que se passava no Brasil, pois muitos de nós também não estamos entendendo, não é mesmo?

“O show foi espetacular, com efeitos sonoros e visuais que são característicos do Pink Floyd e do próprio rock progressivo. Detalhes que tornaram tudo muito lindo de se ver. E nós não precisamos necessariamente concordar com a posição política dele, mas dizer que ele não deve se posicionar é algo difícil, já que tanto ele como a banda fizeram isso durante toda a carreira”, disse Deise. E olhem só o carinho com os fãs, quando ele se permite estender as mãos e entrar em contato físico com todos ao redor.

Para Pablo Lucena, que também considerou o show incrível, Waters mostrou a que veio. “Ele é um artista comprometido com a visão de mundo. Em Salvador, ele foi grandemente acolhido e foi muito bom ver seu posicionamento num momento tão crucial como o que estamos vivendo em nosso país”, contou.

A Dávila Kess também esteve no show e nos trouxe imagens maravilhosas e que nos deixaram com muita vontade de fazer parte de tudo. Confira algumas na galeria!

“Eu admito: desliguei o celular, a mente, todas as questões da vida e me entreguei, de corpo, alma, coração. Todas as células do meu corpo estavam entregues a todas sensações que cada nota reverberaram em mim. Depois de algumas horas do show, ainda permaneci anestesiada, extasiada e, sem dúvida, Roger Waters proporcionou neste dia 17 de outubro, uma das experiências mais fascinantes desta minha jornada. O show ainda vai correr algumas capitais, meu conselho: junta o dinheiro que tem e vai, se não tiver, pede emprestado, quebra o cofrinho, mas vai. Você não vai se arrepender. Ah, e hoje eu entendo porque tantas pessoas tatuam #pinkfloyd em seus corpos, é insano mesmo. Surreal!”, disse Dávila.

Se você não sabe quem é Roger Waters (o que nós achamos que seja muito difícil), te ajudamos a entender.

George Roger Waters é um dos fundadores da banda de rock progressivo/psicodélico Pink Floyd, onde atuou como baixista e também vocalista. Foi letrista, compositor e líder conceitual do grupo. O músico deixou a banda em 1985, mas estima-se que até 2010, o grupo tenha vendido mais de 200 milhões de álbuns no mundo todo.

É estranho que ainda tenhamos de explicar às pessoas qual o viés das músicas do Pink Floyd, mesmo depois de tantos anos ocupando o topo de paradas musicais. Uma história escrita pelo pensamento que busca ir contra o sistema imposto pela maioria das autoridades, algo que vem nos assombrando nos últimos tempos. Ao “aderir” à hashtag #EleNão, Roger Waters reforça aquilo que muitos de nós esquecemos: como amar. Sejamos humanos. Sejamos como devemos ser. Resistam!