Unopar LEM realiza ação de responsabilidade social intitulada Rua de Lazer e Bem-Estar no Santa Cruz

No último sábado (30) a equipe administrativa, tutores e os acadêmicos de Educação Física, Embelezamento e Imagem Pessoal, Pedagogia e Enfermagem da Unopar LEM realizaram uma ação de responsabilidade social intitulada Rua de Lazer e Bem-Estar na Praça da Bíblia no bairro Santa Cruz.

Dezenas de pessoas passaram pelo local e participaram de diversas atividades elaboradas pelos alunos, incluindo informações de cuidados pessoais e beleza, avaliações físicas, design de sobrancelhas, maquiagem, corte de cabelo, oficina de jogos e uma turma animada dançando zumba! As crianças também se divertiram com contação de histórias, brincadeiras e pintura de rosto.

A Dona Domingues Ribeiro que trabalha como segurança na Praça da Bíblia, afirmou que o evento foi um presente para o bairro. “Achei o evento muito legal, por oferecer essas atividades às pessoas que não têm condições  de ir sempre ao salão de beleza. O evento fez nós, mulheres, ficarmos mais bonitas e mais animadas. Eu fiz o cabelo e amei, queria que tivesse mais vezes.” 

A monitora educacional Isabel Marques também elogiou o evento, a iniciativa e a organização. “O evento foi muito interativo e divertido, muitas pessoas que estavam precisando fazer um corte no cabelo ou a sobrancelha, por exemplo, puderam fazer gratuitamente. Então ajudou muito na questão social. Acho que poderia fazer mais  eventos como esse e ter essa interação com a comunidade!”

A Rua de Lazer e Bem-Estar reforça o compromisso que a Unopar tem com a comunidade, promovendo formação de qualidade aos alunos e desenvolvendo neles o senso de responsabilidade social. Todas as atividades foram idealizadas pelos alunos, que se organizaram e se dedicaram planejando cada detalhe para que a a população tivesse uma experiência extremamente positiva. Segundo a direção da instituição, é sempre muito gratificante realizar eventos que contam com a participação da comunidade, pois além de desenvolver o próprio aluno, é possível ajudar outras pessoas de uma forma muito humana. A Unopar foi a primeira universidade em LEM a acreditar na educação à distância e mostrou, mais uma vez, que seus alunos aprendem muito mais do que conceitos técnicos na sala de aula ou no ambiente online. Na Unopar, eles também aprendem responsabilidade, trabalho em equipe e proatividade.

Confira as fotos do evento abaixo:

 

Alunos de Educação Física da Unopar participam de curso sobre Treinamento Funcional

Dezenove alunos da graduação em Educação Física da Unopar participaram de um curso sobre Treinamento Funcional, que aconteceu no final de maio e foi realizado através da parceria entre o polo Unopar Gacea, Gradual Cursos e o professor Mateus Jones. O curso faz parte de um projeto de formação educacional para os acadêmicos da Unopar Gacea. “Nossos alunos de Educação Física possuem uma carga horária de Atividades Complementares Obrigatórias – ACO muito alta, de 200 horas. E na cidade temos poucas opções de cursos na área. Por isso, conversando com o fisioterapeuta Mario Isozaki, proprietário da empresa Gradual Cursos, resolvemos desenvolver o projeto no nosso polo para possibilitar cursos de qualidade para os acadêmicos”, explicou a coordenadora pedagógica da Unopar, Erika Mota.

O curso teve carga horária de 20h e aconteceu no polo da Unopar, sendo ministrado pelo professor Mateus Jones, educador físico especializado em treinamento funcional pelo método FMS, pós-graduado em fisiologia do exercício e prescrição do exercício e com experiências profissionais como preparador físico de futebol, inclusive no Esporte Clube Bahia. “O curso foi muito produtivo e fiquei muito feliz com o perfil da turma que a todo o momento perguntavam e tiravam dúvidas”, elogiou.

Com o tema de treinamento funcional e suas particularidades, o curso buscou aplicar a fundamentação teórica e proporcionar contato prático com o que foi proposto. “Apesar de ter bastante conteúdo, os alunos conseguiram captar grande parte do conhecimento. Considerando que foi a primeira vez que eles trabalharam com treinamento funcional e suas particularidades, percebi um bom nível de assimilação entre todos. Com certeza quanto mais eles estudarem e colocarem em prática, mais irão se aperfeiçoar”, afirmou o professor. Além de valer como ACO, o curso também se torna um diferencial importante no mercado de trabalho. “Há dois tipos de alunos. Aquele que se forma com a grade curricular básica e aquele que conclui sua graduação com cursos e atividades extras. Sem dúvida, esse segundo perfil é o que mais se destaca no mercado de trabalho”, confirma a diretora do polo, Ana Amélia Junqueira Lopes.
Após o sucesso deste primeiro curso, a Unopar Gacea já prepara a programação para o segundo semestre. “Em breve estaremos realizando mais um curso no polo, com o tema ‘Falando sobre Psicomotricidade’, que será ministrado por Anderson Lima Azevedo, fisioterapeuta especialista em reabilitação infantil e neonatal, que virá diretamente de Salvador para este curso”, finalizou Erika.


Os interessados em inscreverem-se no vestibular para a graduação de Educação Física já podem acessar o site www.unoparead.com.br. A próxima prova acontece no domingo, 21 de junho. Maiores informações podem ser obtidas no polo localizado na Rua Regina Gomes Bergamini, 129, Jardim Imperial, em Luís Eduardo Magalhães.

Todas as fotos do curso em www.gacea.com.br/fotos/index

Baby Pilates no Estúdio Core Flex


Muitas mães querem se cuidar, praticar uma atividade física, mas não querem ou não tem com quem deixar o seu bebê. Quantas mamães não passaram por essa situação? Pois com o lançamento das aulas de Baby Pilates no Estúdio Core Flex esses problemas vão acabar!

Nós temos muitas gestantes no estúdio e percebemos que depois que o bebê nasce as opções de atividades físicas para a mãe são muito reduzidas. Por isso resolvemos implantar essa modalidade, que surgiu como uma proposta para favorecer mulheres com bebês pequenos durante a fase em que elas buscam emagrecer e retomar o corpo de antes da gravidez. No Baby Pilates mães e bebês de até 10 meses praticam as atividades juntos.


A atividade fortalece a musculatura, ajuda as mães a emagrecer e a estreitar os laços com seus bebês, além de ser um importante aliado à saúde física e mental das mulheres. Grande parte dos exercícios é realizada em dupla, com a mãe usando o bebê como sobrecarga a fim de fortalecer os músculos. As aulas obedecem ao ritmo dos pequenos. Se a mãe precisa parar para amamentar, ela para e depois volta à atividade. Com a prática as mulheres percebem melhora da postura, aumento da flexibilidade, tônus e força muscular, retorno mais rápido à forma física, bem-estar e relaxamento. E o bebê também se beneficia, pois as aulas estimulam seu desenvolvimento, principalmente em relação à fala, ao engatinhar e aos primeiros passos.
 As turma de Baby Pilates são específicas, com apenas duas mamães e seus bebês e a orientação direta de uma fisioterapeuta capacitada. O lançamento da nova modalidade acontecerá neste sábado, 16 de maio, com aulas gratuitas para as mamães com bebês até 10 meses que queiram conhecer a modalidade. Teremos duas turmas, uma às 08h e outra às 09h.

Se você tiver interesse em participar da nossa aula de lançamento, agende um horário pelos telefones 77 3628.2015 ou 9929.8346 pois as vagas são limitadas. Nosso estúdio está localizado dentro do Carpe Diem SPA Urbano, no Jardim Paraíso.

Serviço

Lançamento do Baby Pilates no Estúdio Core Flex

16 de maio / turmas às 08h e 09h

Carpe Diem SPA Urbano, Jardim Paraíso, LEM

77 3628.2015 / 3628.3499 / 9929.8346

{Diabetes} Os cuidados para quem ficou doce demais

Diabetes Mellitus ou diabetes é uma disfunção do metabolismo de carboidratos, caracterizada pelo alto índice de glicose no sangue (hiperglicemia) e presença de açúcar na urina (glicosúria). “O diabetes é causado pela falta ou má absorção de insulina, hormônio produzido pelo pâncreas e que tem como função quebrar as moléculas de glicose para transformá-la em energia, que será aproveitada por todas as células. Na verdade, não se trata de uma doença única, mas de um conjunto de doenças com uma característica em comum: aumento da concentração de glicose no sangue” elucida o educador físico Carlos Eduardo Oliveira.

Os tipos de diabetes mais frequentes são o tipo 1, 10% do total de casos, e o tipo 2, que soma cerca de 90% dos casos.  O TIPO 1 é uma doença autoimune e ocorre quando o pâncreas para de produzir ou produz quantidade insuficiente de insulina. É mais comum em jovens antes dos 35 anos e a administração de insulina é necessária para prevenir cetoacidose, coma e morte. O TIPO 2 ocorre quando o organismo produz insulina, mas as células musculares e adiposas se tornam resistentes a esse hormônio. Está relacionado à obesidade e ao sedentarismo e sua incidência é maior após 40 anos. É o tipo mais comum e 80% a 90% dos diabéticos desse tipo são obesos. Esse tipo pode ser tratado com dieta e exercícios, mas também podem ser necessários remédios por via oral ou doses de insulina. Já o TIPO GESTACIONAL aparece na gravidez, podendo melhorar ou desaparecer após o nascimento do bebê. É associado ao aumento de peso excessivo da mãe. Embora temporário, o diabetes gestacional pode trazer danos à saúde do feto e/ou da mãe e cerca de 20% a 50% das mulheres com diabetes gestacional desenvolvem diabetes tipo 2 mais tarde.

O diabetes ainda é uma doença sem cura e que pode levar à morte se não tratada. Estima-se que a cada 10 segundos uma pessoa morra de causas relacionadas ao diabetes. Embora atualmente os tratamentos médicos evitem as mortes por coma diabético, a doença afeta diversas funções do organismo que colocam a vida em risco. Ou seja, ela mata, mas de forma indireta.

Dieta alimentar equilibrada e atividade física são fundamentais para o controle do diabetes e para reduzir o nível da glicose nos dois tipos principais. “Praticar exercícios é muito importante para qualquer pessoa. Para diabéticos os benefícios da prática de atividade física, inclusive musculação, são muitos e podem ser divididos em duas categorias: imediatos e tardios. Imediatos ocorrem logo nos primeiros dias, como aumento da ação da insulina, aumento da captação da glicose pelo músculo e diminuição da glicose sanguínea. Já nos benefícios tardios há melhoria das funções cardiorrespiratórias, da força e da resistência e aumento da ação da insulina. Durante os exercícios o corpo usa a glicose como fonte de energia, ou seja, a atividade física tem um papel semelhante ao da insulina. Outra vantagem é que exercícios regulares levam à perda de peso, o que também ajuda no controle do diabetes”, explica Eduardo.

“Há também muitos mitos relacionados ao diabetes. Diabéticos não podem comer produtos diet à vontade, como ninguém pode comer nada à vontade, mas sim em pequenas quantidades. Cirurgias de estômago/intestino também não curam diabetes, embora a maioria das pessoas que passa por essas cirurgias registre melhora nos níveis de glicemia. Além de evitar o açúcar, os diabéticos também precisam tomar cuidado com o consumo de carboidratos. A doença, na fase inicial, não provoca sintomas e seu único indicativo é o exame de sangue. E, para finalizar, o estresse piora o diabetes, pois o nível de açúcar no sangue sobe quando as pessoas ficam nervosas”, finaliza o educador físico.

Fatores de risco

* Obesidade (inclusive a obesidade infantil)

* Hereditariedade

* Falta de atividade física regular

* Hipertensão

* Níveis altos de colesterol e triglicerídeos

* Medicamentos, como os à base de cortisona

* Idade acima dos 40 anos (para o diabetes tipo II)

* Estresse emocional

 

COLABORAÇÃO CARLOS EDUARDO OLIVEIRA / CREF 005448-G/BA (Foto: Neiva Sehn)


Matéria publicada na Revista Carpe Diem 17 / Março 2015 Veja a revista na íntegra