O Rei Leão: Class prepara espetáculo de emoções inspirado no clássico infantil

Evento acontece neste sábado, 30 de novembro, no Quatro Estações Hall

 

Quem não lembra do clássico infantil “O Rei Leão”, que emociona gerações? Foi inspirada em toda a magia e emoção da história, que a Class Escola de Dança realiza mais uma edição do seu espetáculo de dança. O final de ano luiseduardense não estaria completo sem o brilho que o espetáculo traz!

Com data marcada para o dia 30 de novembro, no próximo sábado, o espetáculo acontecerá no Quatro Estações Hall com um elenco de mais de 250 bailarinos especializados, que se dedicaram ao longo de 2019 para esta apresentação. Na expectativa de receber mais 1.300 pessoas em seu espetáculo, a Class se prepara para bater mais um recorde de público como aconteceu nas edições anteriores.

A obra original

A obra original, datada em 1993, se passa “Nas Terras do Reino” na África. Na história, um leão, Musafa, comanda os animais como o seu rei. O nascimento de Simba, filho do rei Mufasa e da rainha Sarabi, cria inveja e ressentimento no irmão mais novo de Mufasa, Scar, porque o seu sobrinho irá substituí-lo como herdeiro do trono. Ainda filhote, Simba é levado por Mufasa para um passeio pelas Terras do Reino, ensinando-lhe sobre as responsabilidades de ser um rei e o ciclo da vida. O tio malvado de Simba, planeja roubar o trono de Mufasa atraindo pai e filho para uma emboscada. Simba consegue escapar e Mufasa morre, em uma das cenas mais dramáticas de todos os temos nos filmes Disney! Com a ajuda de seus amigos, Timão e Pumba, ele reaparece como adulto para recuperar sua terra.
O enredo ensina-nos muito sobre valores e amizade, e continua encantando gerações com suas idas e voltas, mostrando aos telespectadores a importância do amor e dos laços familiares nas tomadas de decisões.

Disseminando cultura através da arte da dança

No primeiro ano de espetáculo sob a direção da bailarina e empresária Carla Brunetta Ferrari, a Class trouxe Frozen. No ano seguinte, foi encenada a história de Alice no País das Maravilhas, seguida pelas tramas de A Bela e a Fera e O Mágico de Oz. “O nosso espetáculo é uma realização completa: dos bailarinos, da equipe, das professoras, dos parceiros e das famílias. É um sonho! O objetivo do espetáculo é transmitir a mensagem da história através da dança. Nossa meta é sempre emocionar, fazer o público vibrar, realizar sonhos dos nossos bailarinos. Ver o brilho no olhar e as lágrimas de satisfação ao final de cada apresentação anual é o meu combustível!”, afirma a diretora.

A cada espetáculo, a Class tem surpreendido seu público trazendo clássicos da literatura e do cinema transformando em dança o que já era magnífico. “É uma explosão de cultura”, como define Carla. Ela acredita que o espetáculo traz um momento de magia que, geralmente, só encontramos nos grandes centros. O espetáculo contribui com o desenvolvimento da educação e ainda o desenvolvimento social e cultural da região.

O evento começará às 19 horas. O espetáculo terá duração de 1h30 e terá mil e trezentas poltronas disponíveis. Os ingressos precisam ser adquiridos na Class, pois já estão se esgotando – assim, não haverá mais espaço para vendas no dia do evento. Incentive a cultura e sinta essa magia!

Serviço

 

Espetáculo O Rei Leão

 

Realização: Class Escola de Dança

 

Quando: 30 de novembro

 

Local: Quatro Estações Hall

 

Telefone: (77) 9 9935-6563

 

Redes sociais: @class.danca

A Bela e a Fera, o espetáculo mágico que emocionou mil pessoas em LEM

Uma noite de pura magia!

Mais uma vez, a Class Escola de Dança encantou e emocionou um público de mil pessoas na noite do último sábado, 28 de outubro. O evento, que aconteceu no Quatro Estações Hall, é o terceiro espetáculo de ballet conduzido com maestria pela bailarina, professora e empresária Carla Brunetta Ferrari. Nos anos anteriores os bailarinos da Class apresentaram os espetáculos Frozen (2015) e Alice no País das Maravilhas (2016). Nesta edição, o tema escolhido foi A Bela e a Fera, uma das mais bonitas histórias de amor do mundo“A Bela é a princesa favorita de todas as meninas, porque ela não vê a beleza externa e sim a beleza do coração. É uma história muito bonita que fala da beleza interior em um mundo cheio de ambição, onde o externo é mais valorizado. É uma mensagem muito bonita e dar vida à ela foi um desafio maravilhoso com nossa equipe e bailarinos. Estou muito orgulhosa do resultado final”, afirmou Carla.

E uma história tão bonita, ganhou intérpretes à altura. A jovem e talentosa bailaria Amanda Resende foi a Bela e a interpretou com tanto amor e desenvoltura, que a cada movimento a plateia pôde sentir a delicadeza e inocência da personagem. Com apenas 15 anos, Amanda revelou que a Bela foi um dos maiores desafios da sua trajetória no ballet. “Foi um grande desafio, que exigiu muita pesquisa e preparação. A Bela é uma princesa, que mostrou o amor pra Fera, e mostrar isso no palco foi minha missão. Foram 9 meses de extrema dedicação para esse espetáculo e ainda não sei descrever a sensação de ter interpretado a Bela”. Já o príncipe, que na história foi amaldiçoado por ser muito egoísta e transformado em uma fera, foi interpretado por Carlos Junior Doerner. “Foi mesmo um grande desafio! Este personagem tinha uma grande exigência cênica, de interpretação, pois ele começa com um sentimento e termina com outro”.

Com cerca de 200 bailarinos, de 03 a 58 anos, o espetáculo foi um verdadeiro show de magia. Os detalhes do figurino, a atuação de todos os bailarinos e todo o maravilhoso cenário construído conseguiram tornar real a experiência de viver A Bela e a Fera. Crianças e até adultos se emocionaram nas cenas em que o pai da Bela é capturado pela Fera e, também, quando a Fera é encurralada pelos caçadores. Em 2 atos e 27 cenas, o público pode apreciar belíssimas apresentações nas modalidades ballet clássico, dança teatro, jazz, moderno, neo-clássico e steet dance. “Pense numa realização! Primeiro espetáculo da vida. A Bela e A Fera 2017! Muito orgulho”, afirmou nas suas redes sociais o bailarino Felipe Machado. Um capítulo à parte, inclusive, é a turma de street dance da Class. Formada por alunos que integram um dos projetos sociais da escola, a execução dos movimentos, energia e sincronicidade dos bailarinos foi encantadora.

O espetáculo, do início ao fim, foi uma verdadeira e valorosa experiência cultural. Desde a entrada, com o cenário da história montado estrategicamente para fotos, passando pela organização das cadeiras numeradas e espaçosas entre si, até o grand finale, com todos os bailarinos no palco exalando energia e alegria em cada sorriso e em cada lágrima. Não foram somente os bailarinos que se emocionaram. Centenas de pais e familiares seguravam as lágrimas ao ver suas filhas, filhos, esposas e amigos dançando. A dança é uma arte que ensina muito além de movimentos. É uma lição de vida sobre amor, disciplina e perseverança. “O espetáculo da Class Escola de Dança foi sensacional! Equipe Class, obrigada por esses momentos e por tudo que ensinam à minha filha”, agradeceu publicamente a mãe Emmanuelle Mariussi, emocionando-se com a apresentação da filha no palco.

A Diretora Geral do Espetáculo e proprietária da Class Escola de Dança, Carla Brunetta Ferrari, era só gratidão. “Toda a produção do espetáculo levou 9 meses para chegar neste dia. Os ensaios começaram em fevereiro. São meses de preparação e muita dedicação de cada um. Agradeço primeiramente a Deus, a minha família, em especial aos meus pais, minhas irmãs, meu esposo e minha filha, meus amigos e, em especial, aos meus amigos de trabalho, pais e alunos pela confiança e pelo carinho. Agradeço também ao público que veio prestigiar nossa arte. Quem veio ver nossa dança, ouve também os nossos corações. E agradeço principalmente aos nossos alunos, que deram vida à esse sonho! Quando dançamos com o coração, conseguimos transmitir a paixão que está na alma de quem dança”.

 

Luís Eduardo Magalhães se enriquece culturalmente com a colaboração de eventos como este, realizado pela Class, através de todo cuidado e planejamento da Carla. O Espetáculo foi lindo e toda a equipe de produção e os bailarinos estão de parabéns!

 

 

Agenda Cultural

Para o fim de semana ser pra lá de especial a diversão tem que começar já na quinta-feira por isso que nós  já estamos  preparados  com os eventos mais tops da região pra você conferir!

Nossas sugestões

A imagem pode conter: texto
🐈❤🐶 Feirinha de Doação de Cães e Gatos acontece neste sábado na UNIPET! ➡ A Feirinha acontece dia 28, das 8h às 13h, na @unipetveterinaria localizada na Rua Rondônia, número 575, centro, próximo à Doce Café em Luís Eduardo Magalhães. Todos os animais já estarão vermifugados. E mais: quem adotar um novo amiguinho no sábado, vai ganhar um banho gratuito para seu pet na Unipet! Saiba mais: https://goo.gl/KSjML8

QUINTA-FEIRA 26

Rodízio Árabe 

Bahia West Grill – LEM

Quinta Puro Malte com Ramon Arievilo 

Onde? Beirute- Barreiras

Sofia Helena

Onde? Choppão – LEM

SEXTA-FEIRA 27

Música com Duda Barbosa 

Onde? Honório’s Restaurante – LEM

Halloween do Nego D’água 

Espaços Nego D-Água – Barreiras

Banda Radio Elétrica 

Onde? Chá das Cinco

Patusko e  Henrique Sally’s 

Onde? Choppão – LEM

Rock in Seven com banda Belga

Onde? Seven

SÁBADO 28

Naldinho e Léo Barros 

Onde? Estação Gê

Furacão da  Venera 

Onde? Clube da Cerveja – LEM

SunSeven

Onde? Seven – LEM

Ah Eu Bebendo – Paradise

Onde? Le  Rêve – Barreiras

Halloween no  Bier 

Onde? Bier Garten – LEM

Valter Lins 

Onde? Choppão

DOMINGO 29

Tchê Garotos 

Onde? Clube da cerveja – LEM

Próximos eventos…

 

O nascer de um espetáculo: A Bela e a Fera por Class Escola de Dança

Espetáculo é aguardado por mais de mil pessoas e acontece no dia 28 de outubro

 

Outubro será um mês de muita magia em Luís Eduardo Magalhães, mais precisamente no sábado, dia 28, quando a cidade será palco do espetáculo A Bela e a Fera, produzido pela Class Escola de Dança. A Class já realizou outros espetáculos que emocionaram centenas de pessoas como os mais recentes Alice no País das Maravilhas e Frozen.

A história escolhida fala sobre um príncipe que, por ser muito egoísta, foi amaldiçoado e transformado em uma fera. Esse feitiço só poderia ser destruído com o beijo do seu amor verdadeiro. A Bela e a Fera é uma das mais bonitas histórias de amor do mundo. Como pode-se imaginar, produzir um espetáculo com tantos detalhes não é nada fácil. Segundo a bailarina, professora e proprietária da Class, Carla Brunetta Ferrari, são necessários nove meses, desde o início da produção até a apresentação ao público. “É como um filho: primeiro sonhamos com ele, depois passamos nove meses cuidando e alimentando-o para, enfim, vê-lo ganhar vida em cima do palco. Neste espetáculo, teremos 200 bailarinos, de 03 a 58 anos, e 23 cenas. Os ensaios começaram em fevereiro. São meses de preparação e muita dedicação de cada um”, afirma.

Para Carla, a história é também uma lição de vida. “A Bela é a princesa favorita de todas as meninas, porque ela não vê a beleza externa e sim a beleza do coração. Enquanto as outras princesas se preocupam com a coroa, a Bela nem imagina que a Fera é um príncipe. É uma história muito bonita que fala da beleza interior em um mundo cheio de ambição, onde o externo é mais valorizado. É uma mensagem muito bonita e envolvente”, explica. O corpo de baile principal para esse espetáculo tem 15 bailarinos, com Amanda Resende interpretando a Bela e o bailarino Carlos Junior (Cadu), dando vida à Fera.

“Em cada espetáculo todos os alunos ficam curiosos para saber qual personagem irão interpretar. Na hora em que recebi a notícia que iria interpretar a Bela, fiquei muito ansiosa e feliz, sabendo que a professora Carla confia em mim para essa missão. É gratificante! Nós ensaiamos desde o começo do ano, todos os dias da semana. Esse é o primeiro espetáculo da Class a apresentar um romance, vai ser um sentimento diferente do que já foi apresentado e a minha expectativa é surpreender o público. A Bela é uma princesa que vem do interior, muito delicada e sonhadora. Eu admiro nela o amor pelo pai que a faz ir para o castelo para salvá-lo. Para mim será um prazer representá-la”, afirma Amanda Resende.

A peça terá dois atos, a começar pela Vila, que se passa no interior da França, mostrando a vida simples de Bela antes de conhecer a Fera. Já o segundo ato ocorrerá no castelo onde vive o príncipe e também terá a presença dos objetos mágicos que ganharão vida no palco.

Até aqui já deu pra perceber o quanto esse espetáculo será mágico. Carla, que também é a produtora da peça, conta que o processo de criação do espetáculo passa por diversos estágios. Depois de escolhido o tema ela estuda a história, assiste a todos os filmes e peças já produzidos, para se inspirar e não deixar passar nada importante para levar ao público uma apresentação perfeita. Neste ano, um dos diferenciais será o cenário, feito com muito profissionalismo e amor, trazendo muitas cenas para o espetáculo. Mais de 50 pessoas participam diretamente da produção, inclusive confeccionando os mais de 300 figurinos que serão usados pelos bailarinos.

O espetáculo vai além da beleza, a magia não acontecerá apenas no palco, ela acontece todos os dias dentro da escola de dança, onde a dança e os projetos sociais idealizados pela Carla têm transformado a vida de jovens. Os projetos sociais beneficiam 26 meninas bolsistas, que têm a oportunidade de se desenvolver no Ballet e até adquirir sua formação. O Street Dance, que também é um projeto da escola, tem 20 alunos que agarraram a oportunidade e estão se tornando cada vez mais profissionais. Para participar dos projetos da Class, os alunos precisam apresentar boas notas escolares e desenvolvimento nas aulas.

É possível perceber que a Class não é apenas uma escola de dança e que os espetáculos são movidos por amor quando a emoção bate forte e, entre lágrimas, Carla diz: “Não tenho palavras pra dizer o que sinto na hora da apresentação, é uma emoção imensa ver a alegria e a evolução das crianças. Passa um filme de toda a minha trajetória. A superação, dedicação, amor e a paixão pela dança que vêm da alma. O segredo para dar certo é passar para os meus alunos o amor pela arte e pela cultura.”

O evento começará às 19 horas e as portas serão abertas a partir das 18h. O espetáculo terá duração de 1h30 e terá mil poltronas disponíveis. Os ingressos custam R$ 50 a meia (antecipado) e R$ 100 no dia do evento, caso hajam ingressos disponíveis. Incentive a cultura e sinta essa magia!

 

Serviço

Espetáculo A Bela e a Fera

Realização: Class Escola de Dança

Quando: 28 de outubro

Quatro Estações Hall

Telefone: (77) 9 9935-6563

Redes sociais: @class.danca

NOVIDADE! Aulas de Yoga em LEM com Natia Majadas

Boa tarde com uma ótima novidade! Hoje iniciam as aulas de Yoga na Class Escola de Dança, com a professora Natia Majadas. Formada em Artes Cênicas e pesquisadora em Arte Terapia voltada para Ambientes Hospitalares. Sempre em busca de aperfeiçoamento, desenvolvimento pessoal e autoconhecimento encontrou no Yoga uma forma trabalhar a si mesma e o ser humano de forma integral. Sua primeira formação em Hatha Yoga foi em 2004, esse ano completa doze anos como instrutora e praticante. Ha dez anos mora Barreiras e junto com sua mãe possuem um espaço de yoga onde ministram aulas regularmente.

AtESCM6COxKnK8S6K_0vYByzp1QTpPUNYGF7U5cm_lIX
A professora Natia Majadas

As aulas começarão hoje às 17h e 19h. As primeiras inscrições, inclusive dessa semana, ganham o tapetinho de yoga (mat). Quem não tiver o mat, pode levar uma toalha ou canga para a aula. Homens e mulheres podem fazer a aula sem distinção!

O que é Yoga?

udhvadhanurasana

Yoga é muito mais do que uma postura ou um exercício físico. Derivado da palavra em sânscrito “yuj”, que significa “unir, integrar, totalizar”, yoga é um conjunto de conhecimentos que se originou na India e datam mais de 5.000 anos. A proposta principal do Yoga é harmonizar corpo e  mente, através de varias técnicas como por exemplo: posturas fisicas (asanas), respiração (pranayamas), relaxamento (yoga nidra) e meditação. “O Yoga é voltado para todas as pessoas, de todas as idades, porque todos podem se beneficiar com essa prática milenar. É interessante perceber como a aceitação do yoga vem evoluindo. Hoje existem várias linhas de pesquisa sobre o método que comprovam seus beneficios e  varias empresas, escolas e hospitais como o Albert Einsten (SP) incluem a prática para promover bem-estar às pessoas”, falou a professora.

O Yoga é um dos seis caminhos ou darsanas (pontos de vista) que compoem a Filosofia Hindu. “Ano passado fui à Índia e pude sentir de perto seus ensinamentos. Aqui no Ocidente nós nos fixamos muito no aspecto físico do yoga. Mas o Yoga vai muito além das posturas que, às vezes, parecem ser impossíveis de realizar. Se olharmos apenas nessa perspectiva, o yoga se torna apenas mais um modo de exercitar o corpo e dessa forma reduzimos muito o que podemos aprender e os beneficios que podemos alcançar ”.

Hatha Yoga

Hatha-yoga-image-truself-sporting-club

A Hatha Yoga é uma linha do Yoga que tem como objetivo o desenvolvimento do potencial humano para alcançar a iluminação. “Busca a harmonia entre corpo, mente e espírito o que promove mais foco, concentração, equilíbrio, flexibilidade e a possibilidade de você se tornar mais pleno e consciente”. Uma das características do Hatha Yoga é a plena atenção na ação. Ou seja, se você está fazendo um asana (postura física) deve estar totalmente presente em todas as fases, que são: entrada, permanência e saída. Se você está praticando um pranayama (exercício respiratório) deve-se estar com plena atenção à respiração e, aos poucos, você vai levando isso para o seu cotidiano.

 

“As aulas tem duração de 1h, fazemos descalços e usando roupas confortáveis. No início trabalhamos a consciência na respiração, que auxilia o praticante a ter atenção ao momento presente e tambem a relaxar a mente. Começamos entao a movimentar o corpo de forma mais consciente através das posturas. No relaxamento é possivel perceber todos os benefícios da prática, soltando as tensões do dia a dia. E por fim, finalizamos com a pratica da meditação que integra e potencializa todos os aspectos citados anteriormente”.

12728849_651276505013140_1812176780915051549_n

Quer experimentar? É só ligar lá na Class.

Telefone: 77 3639-0692 / 9 9935-6563

Rua Glauber Rocha, ao lado do CMO, Jardim Paraíso, LEM.

Cobertura Fotográfica – Frozen, Uma Aventura Congelante

Em uma noite inesquecível, a Class Escola de Dança emocionou mais de 700 pessoas no sábado, 03 de outubro, ao apresentar a história de duas irmãs no reino congelante de Arendelle através da arte da dança e do teatro. Inspirado no grande sucesso da Disney, o filme Frozen, o espetáculo demandou uma grande produção com mais de 100 artistas, centenas de figurinos, diversas cenas e muitos meses de ensaio. “Estou emocionada com o resultado de todo o elenco. Todos estão de parabéns por tamanha dedicação e pelo belíssimo trabalho que, juntos, conseguimos realizar”, parabenizou Carla Brunetta Ferrari, proprietária da Class, produtora e coreógrafa do espetáculo.

Mais do que um espetáculo de dança, Frozen foi uma verdadeira celebração da arte e da cultura na tão carente cena cultural de Luís Eduardo Magalhães. Realizado no espaço de eventos Quatro Estações, o espetáculo durou quase duas horas, entre as quais se apresentaram artistas de ballet clássico, jazz, moderno, street dance e teatro.

Heleizon Rocha, bailarino que interpretou o príncipe Hans e se apresentou em quase todas as cenas, deu um show de expressão com seus movimentos e técnica.

Heleizon Rocha

Josielle Pilati e Amanda Resende, a Anna e a Elsa, respectivamente, também foram muito aplaudidas pela sua graça e talento. “Uma alegria que transborda do meu coração! Sensação de missão cumprida! Agradeço a Deus por ter me presenteado com esse dom, permitindo-me levar ao palco o grande amor que há dentro de mim pelo que faço. Nada disso seria possível sem o carinho e disposição da minha professora Carla, a dedicação de todos o elenco e o apoio incondicional da minha família e amigos” agradeceu Josielle. Amanda, de apenas 14 anos, também agradeceu. “Foi um ano de muito ensaio e dedicação de toda produção e gostaria de parabenizar todo o elenco, em especial meus parceiros Icaro, Felipe, Josielle e Heleizon por todo o esforço e principalmente nossa professora Carla Brunetta Ferrari por ter dedicado todo o carinho a esse festival que foi emocionante e vai deixar saudades!”

Josielle Pilati e Amanda Resende

Os atores do CEPAC – Centro de Experimentação e Pesquisa em Artes Cênicas interpretaram diversos personagens e conquistaram o público com os personagens Olaf e Kristoff. “Este espetáculo foi um desafio assumido e encarado com maestria pela coreógrafa Carla Brunetta Ferrari que realizou uma direção brilhante transformando, mesmo, uma adaptação em um espetáculo. Inenarrável o prazer de ter trabalhado com esta profissional de tamanha sensibilidade artística. Frozen foi para mim, como diretor teatral, uma satisfação. A oportunidade de trabalhar com este elenco deixa saudades e gostinho de quero mais. Crianças, adolescentes, jovens e adultos dividindo o palco em uma bela harmonia regida pelo gosto e pela paixão à arte… Envolvimento!” afirmou Felipe Breunig, ator e diretor artísticos.

Felipe Breunig, ator CEPAC

Do início ao fim, o espetáculo prendeu a atenção do público, que se encantou com as coreografias e interpretações dos artistas. Frozen abriu com chave de ouro o mês das crianças e também foi o primeiro espetáculo realizado pela Class na cidade. Carla, que já participou de grandes festivais, produziu e coreografou inúmeros espetáculos e ganhou diversos prêmios, mostrou que realmente veio para fazer diferença no cenário cultural de LEM.

Street Dance

“Nosso maior objetivo, além de mostrar os talentos artísticos, técnicas, performances, belezas, produção de cenário, luz, palco e figurinos, é poder transmitir através da dança a emoção e a paixão que temos por nossa arte. Dançamos com todo o coração e assim conseguimos tocar outros corações. Nosso público não dançou, mas sentimos que viveram as mesmas emoções”, finalizou Carla.

Olafinhas

 

Quer obter as imagens em alta resolução para guardar de recordação? Entre em contato conosco pelo email contato@immagine.blog.br

Fotografia: Gabriela Fagundes para Immagine

Assessoria de Imprensa: Agência Immagine

Espetáculo Frozen – Últimos ingressos

Está chegando o dia em que Arandelle vai invadir Luís Eduardo Magalhães com o Espetáculo de Dança Frozen, da Class Escola de Dança!

Como já vimos aqui no blog, o espetáculo é uma grande mostra cultural com mais de 100 artistas que estão ensaiando coreografias com profissionais experientes durante todo este ano para se apresentarem em uma grande estrutura de palco, luz, cenário e figurinos. Além dos bailarinos, a Class convidou também os artistas do CEPAC, grupo de teatro de Luís Eduardo Magalhães, para participar da apresentação. Clique aqui para reler a matéria.

A bailarina Amanda Gabriela Neves Resende de 14 anos irá interpretar a Elsa e promete dar o seu melhor para passar a  expressão e a magia de sua personagem. A Anna será interpretada pela Josielle de Oliveira Pilati de 17 anos, que pretende transmitir todo o otimismo e coragem desta jovem que sonha em restaurar seu tesouro mais valioso, o relacionamento com a irmã. Já o bailarino Heleizon dos Santos Rocha, de 25 anos, terá a responsabilidade de interpretar o príncipe Hans e o ator Ícaro Deuschle, o carismático Olaf! Clique aqui para reler a entrevista com os bailarinos e aqui para reler a entrevista com o ator.

Porque devo ir assistir ao espetáculo?

O espetáculo terá muitas surpresas e emoções! Pais, familiares, amigos e qualquer pessoa que queira prestigiar a arte e a cultura poderão participar. O espetáculo foi programado para outubro com o propósito de homenagear as crianças no mês delas, levando um pouco da magia e das emoções do mundo encantado através do Ballet e Arte. Para as crianças e adultos que amam Frozen e seus personagens, será mais inesquecível ainda!

E se você ainda não adquiriu seu ingresso esta é a última chance de ver de perto toda essa turma reunida!

São os últimos ingressos à venda, do último lote. Então compre logo para não ficar sem e presenteie seu filho com esse espetáculo inesquecível!

E você pode tentar a sorte concorrendo à ingressos na fanpage e no instagram da Agência Immagine!

Clique e siga as instruções:

SORTEIO FANPAGE

SORTEIO INSTAGRAM

 

Class apresenta: Elsa, Anna e Hans!

Ontem, 1º de setembro, foi comemorado o Dia da Bailarina (do bailarino também!). E aproveitando essa data tão especial trouxemos as entrevistas dos bailarinos principais do espetáculo Frozen da Class: Amanda Resende, Josielle Pilati Heleizon Rocha, que irão interpretar, respectivamente, Elsa, Anna e Hans!

Conheça abaixo um pouquinho de cada um desses talentosos bailarinos e preparem-se para assistir ao espetáculo, dia 03 de outubro, no Quatro Estações!

RAINHA ELSA DE ARENDELLE


Nome completo: Amanda Gabriela Neves Resende

Idade: 14 anos

Há quanto tempo está no ballet? 10 anos

Como começou seu interesse pela dança? Minha mãe que me matriculou em uma escola de ballet quando eu ainda era pequena. Depois participei de espetáculos, bancas examinadoras, mudanças de grau e, desde então, meu interesse pela dança foi crescendo cada dia mais.

Quais são suas referências no ballet? Bailarinas que te inspiram? Alessandra Ferri, Ulyana Lopatkina, Svetlana Zakharova mas, principalmente, Maya Plisetskaia.

Quais são suas metas como bailarina? Pretende se tornar uma dançarina profissional? Além de me tornar uma dançarina profissional, pretendo fazer parte de uma grande companhia.

O que você faz além do ballet? Estou no 9º ano, faço inglês, Kumon e jazz.

Como é o desafio de interpretar a Elsa? A responsabilidade de trazer a Elsa para o palco é muito grande, pois além da dançar tenho que passar a expressão e a magia de Elsa. E ela é uma princesa pela qual as crianças estão apaixonadas, então tenho que dar o melhor de mim.

Como é sua preparação para o espetáculo? Já faz um ano que estamos ensaiando para o espetáculo, sempre marcamos ensaios extras e temos a ajuda do CEPAC para aprimorar nossa interpretação.

Com qual traço da personagem Elsa você mais se identifica?  Me identifico com o imenso amor que ela demostra pela irmã e sua família.

Seu maior sonho? Me tornar uma bailarina profissional e ser reconhecida pela minha arte.

Que dica você daria para quem gosta de dançar? Ter determinação, investir nisso, fazer por felicidade e amor e não por obrigação.

Faça um convite pessoal, explicando os motivos para as pessoas assistirem o espetáculo?

“Estamos ensaiando há ano, sendo treinados por profissionais muito competentes! O espetáculo vai ter uma ótima produção e será uma ótima oportunidade de prestigiar os artistas da nossa região. O espetáculo já é um sonho para nós, do elenco, com mais de 100 bailarinos envolvidos! O primeiro espetáculo da Class promete ser inesquecível!”

PRINCESA ANNA



Nome: Josielle de Oliveira Pilati

Idade: 17 anos

Há quanto tempo está no ballet? Há 8 anos.

Como começou seu interesse pela dança? Sempre tive grande admiração pelo ballet e música clássica. Aos 9 anos, fui convidada para assistir uma amiga em sua aula de ballet; desde então me apaixonei e iniciei meus estudos! Aos 12, comecei a fazer Ginástica Rítmica em um projeto oferecido pela prefeitura da cidade. Foi uma experiência rápida, mas que guardarei para sempre em meu coração.

Quais são as suas referências no ballet? Bailarinas que te inspiram? Minhas principais referências são Marianela Nunez, Svetlana Zakharova e três brasileiras que admiro, mas que já foram pro exterior: Mayara Magri, Maria Clara Coelho e Bianca Teixeira.

Quais são as suas metas como bailarina? Pretende se tornar uma dançarina profissional? Pretendo concluir o curso de ballet clássico e minha faculdade de Educação Física. Em seguida, especializar-me em dança e ginástica rítmica e montar meu estúdio artístico.

O que você faz além do ballet? Eu “respiro” ballet a semana toda (risos). Quando não estou estudando na Class, estou trabalhando ou na faculdade. Também dedico boa parte do meu tempo para servir à Deus com minha família e nas horas livres gosto muito de sair com os amigos e acompanhar as notícias sobre a Seleção Brasileira de Ginástica Rítmica.

Como é o desafio de interpretar a Anna? O meu objetivo é transmitir todo o otimismo e coragem desta jovem que sonha em restaurar seu tesouro mais valioso, o relacionamento com a irmã. Ao dançar nesta jornada para salvar o reino de Arendelle do terrível inverno eterno, quero passar inspiração para as pessoas, pois acho muito importante o público se identificar com o artista.

Como é sua preparação para o espetáculo? Três vezes na semana ensaio com o elenco principal por um longo período. Além disso, procuro manter uma alimentação balanceada e sou muito cautelosa em tudo o que faço para evitar acidentes, machucados e lesões.

Com qual traço da personalidade da Anna você mais se identifica? Nós somos totalmente o contrário de nossas irmãs mais velhas! Desajeitadas, espontâneas, carinhosas, românticas, determinadas, temos um espírito livre…

Seu maior sonho? Ter uma experiência artística no exterior.

Que dica você daria para quem gosta de dança em LEM? A dança é uma ótima aliada do bem-estar, autoestima e saúde. Faça uma aula experimental, encontre o ritmo que mais combina com você e comece a dançar! #VemPraClass

Faça um convite para as pessoas assistirem o espetáculo:

“O tema foi cuidadosamente escolhido, buscando transmitir muita arte ao público em geral. Será um evento cultural para toda a família contando a história do Filme Frozen através do ballet, com muitos talentos artísticos e uma imensa estrutura de produção! Todos se emocionarão e se surpreenderão!!!”

 

PRÍNCIPE HANS


Nome: Heleizon dos Santos Rocha

Idade: 25 anos

Há quanto tempo está no ballet?  8 anos

Como começou seu interesse pela dança? Me interessei pela arte da Dança aos 9 anos de idade.

Quais são suas referências no ballet? Bailarinos que te inspiram? Mikhail Baryshnikov e Vanessa Vargas.

Quais são suas metas como bailarino? Pretende se tornar uma dançarino profissional? Pretendo seguir carreira na dança e me formar. Nunca imaginei ser conhecido pela minha arte, mas quero ser um bom profissional fazendo aquilo que gosto e, algum dia, ser referência para alguém.

O que você faz além do ballet? Danço hip-hop, jogo futebol e assisto à filmes.

Como é o desafio de interpretar o príncipe Hans? Uma grande oportunidade e responsabilidade. Além de ter participado de vários elencos, este ano fui escolhido para ser o principal papel de bailarino no espetáculo.

Como é sua preparação para o espetáculo? Muitos ensaios, dedicação e preparação física. Estou na expectativa de que tudo será lindo, todos os bailarinos estão se esforçando muito e se dedicando o máximo para que tudo fique perfeito.

Seu maior sonho? Participar do festival de dança de Joinville e conhecer grandes profissionais da dança.

Que dica você daria para quem gosta de dançar? Dançar não é fácil e exige muita dedicação, mas vale a pena. Os desafios são grandes, mas quem realmente gosta consegue superar. Se você pensa em desistir, eu digo que você deve continuar, pois a dança é para vida.

Faça um convite para as pessoas assistirem o espetáculo:

“Para nós, bailarinos, será uma honra mostrar nossa arte, nosso talento e toda aprendizagem e trabalho que realizamos nas aulas de Dança. Vale a pena prestigiar! Esperamos a presença de todos.”

Ballet adulto na Class – Corpo em forma, mente em equilíbrio!

Esqueça essa história de que ballet é coisa de criança ou de bailarina profissional! Cresce dia a dia a procura de mulheres adultas de todas as idade pelas aulas de ballet adulto. Realizar um sonho de infância ou buscar uma vida saudável são os dois principais motivos que estão levando mulheres para a Class Escola de Dança. Depois que famosas como a blogueira Gabriela Pugliesi e atrizes como Flávia Alessandra e Letícia Spiller começaram a postar suas aulas de ballet, a procura aumentou muito mais. Definitivamente esta é uma modalidade que está conquistando mulheres de todo o Brasil.

São vários os perfis das alunas da turma de ballet adulto: tem aquelas que abandonaram as sapatilhas ainda na infância e resolveram voltar, aquelas que nunca praticaram mas sempre sonharam e aquelas que não se imaginavam fazer ballet, mas se renderam aos benefícios das aulas. As turmas de balé para adultos se tornaram um atrativo e a dedicação das alunas é a principal característica das aulas.

Segundo a professora e proprietária da Class, Carla Brunetta, o ballet oferece muitos benefícios para as mulheres que o praticam, pelo menos, duas vezes por semana. A seguir listamos os principais motivos para você entrar pra turma do ballet:

1 – É um excelente exercício.

Repare no corpo das bailarinas (profissionais ou não). No geral, são magras, com músculos definidos e silhueta bem feminina. Isso porque o ballet é um grande exercício para o corpo, que exercita o corpo como um todo, cada músculo, com graça e suavidade. A prática promove o condicionamento físico, melhora o fôlego, a firmeza e autoconfiança.

2 – Flexibilidade máxima.

Um dos maiores benefícios do ballet é desenvolver a flexibilidade. Se você não encosta as mãos no chão, sente dificuldade para realizar algumas tarefas diárias ou sente dor até quando se espreguiça, o ballet vai melhorar muito a sua qualidade de vida.

3 – Postura de rainha.

Não tem nada mais deselegante do que uma mulher sem postura, não é? O ballet ajuda as suas alunas a ter uma postura elegante, andar com suavidade, alinhar os ombros e sentar-se corretamente. Ao praticar uma aula que exige postura excelente, fica mais fácil levar esse ensinamento para o dia a dia.

4 – Corpo magro.

O ballet emagrece, sim! Os saltos e giros executados nas aulas são responsáveis pela queima de muitas calorias. Outra vantagem é que, como não existe aula de ballet sem aquecimento, o número de lesões é mínimo.

5 – Mais disciplina.

Aprender todos os passos e coreografias, com precisão e suavidade, exige disciplina e comprometimento. Essa é uma qualidade desenvolvida nas aulas e que será facilmente aplicada pelas alunas às atividades diárias, melhorando o desempenho na realização de qualquer tarefa.

6 – Expressão Corporal.

Mais que um exercício, o ballet tem como objetivo expressar uma história através de cada parte do seu corpo, com graça e suavidade, mas também, com força e firmeza. Isso desenvolve e aprimora a expressão corporal das alunas, algo que nenhuma academia consegue fazer.

7 – Exercício para a mente e autoestima.

As aulas de ballet são um excelente exercício para a mente, pois exigem concentração. A prática do ballet traz muita autoconfiança e desenvolve a autoestima, pois as mulheres se sentem belas e femininas quando dançam. E também mandam o estresse para bem longe. Afinal, quem dança seus males espanta!

8 – Idade não é obstáculo!

Esqueça o preconceito quanto à idade para praticar ballet e também o medo de não acompanhar o ritmo. “Tem mulheres que sentem vergonha de procurar o ballet adulto por sentirem-se desengonçadas. Mas a maioria das mulheres estão no mesmo nível e todas se sentem muito à vontade nas aulas. Tem que vir e experimentar, seja qual for a sua idade ou condicionamento físico”, convida Carla.

As aulas de ballet adulto acontecem na Class todas as terças e quintas-feiras, às 09h. E nas terças e quintas às 19h tem turmas de Jazz adulto.

Maiores informações na Class:

77 3639.0692 / 9935.6563

Facebook /class.danca

Instagram @class.danca

Entrevista com Carla Brunetta (Class Escola de Dança)

Bom dia pessoal!

Dia 03 de outubro acontecerá aqui em LEM um espetáculo de ballet inesquecível: Frozen, uma aventura congelante (clique AQUI para ler a matéria)! O espetáculo é idealizado e produzido pela Carla Brunetta, proprietária e professora da Class Escola de Dança.

A Carla tem uma vasta experiência cultural com muitos e muitos prêmios conquistados em diversos festivais. Fizemos uma entrevista com ela para conhecermos um pouquinho mais da história da mulher que se dispôs a fomentar a arte e a dança em Luís Eduardo Magalhães! Confira:

Fale um pouco sobre você, sua profissão, trajetória profissional, anseios etc.

Iniciei o ballet aos quatro anos, pois a dança, assim como a música clássica, sempre me encantou e esteve presente em minha vida. Mesmo com as atividades paralelas nunca deixei de estudar e tive oportunidades de me especializar com excelentes profissionais de todo o Brasil. Fui idealizadora de vários projetos culturais no Paraná, além de proprietária e professora por 12 anos de uma Escola de Dança em Campo Mourão-PR. Durante a carreira de bailaria conquistei vários prêmios, inclusive como coreógrafa em vários festivais de dança, destacando o Festival Internacional de Dança de Joinville, considerado o maior Festival do mundo. São 22 anos como coreógrafa e professora de dança, diretora de grandes espetáculos artísticos, professora em escolas e na Fundação Cultural de Campo Mourão, ministrando cursos, palestras e aulas. Fiz especializações em Dança e extensão universitária em Curitiba-PR e Joinville-SC nas modalidades de Ballet Clássico, Jazz, Moderno, Contemporâneo, Street Dance e Sapateado. Sou fundadora e professora de vários projetos sociais de dança, em destaque o projeto “Quem dança é mais Feliz” que foi aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura do Estado do Paraná, grupo premiado em diversos festivais no RS, PR, SC e SP.  Formei no ano de 1993 em Ballet Clássico, sou bailarina profissional DRT. 28321- SATED- PR, registrada no Sindicato dos Artistas do Estado do Paraná e, recentemente, residente com meu marido e minha filha aqui em Luís Eduardo Magalhães, com a feliz oportunidade de trazer um pouco de toda minha experiência cultural para a cidade. 

Carla com alguns certificados e premiações

Conte como surgiu a oportunidade de criar a Class em LEM? Como foi assumir esse desafio?                               

Fiquei sabendo da oportunidade através de pessoas que conheciam minha história, formação e experiência artística. Quando cheguei em LEM, trabalhei na área agronômica, minha segunda formação. Com a compra da escola precisei escolher entre as profissões, me dedicando integralmente à Arte. Mesmo sendo de uma cidade diferente tenho recebido muito incentivos de pessoas maravilhosas que confiam e prestigiam meu trabalho. Com a nova direção a escola dobrou de alunos e passou a se chamar CLASS ESCOLA DE DANÇA. Completamos 1 ano e 5 meses de trabalho em Luís Eduardo Magalhaes, com uma equipe muito bem treinada e aprimorando sempre a qualidade de atendimento.

Qual é a sua relação com as artes e o ballet?

Iniciei os estudos da arte e dança quando criança e nunca mais parei. Aos 16 anos completei o curso de Ballet Clássico e iniciei minhas especializações em diversas modalidades da dança, com cursos nacionais e internacionais (Bolshoi-RUS e América Ballet-EUA), participação nos principais festivais de dança do Brasil (Festival de Joinville, Festival Internacional de Campos do Jordão, etc). Em 1997 fundei minha primeira companhia de dança, que conquistou vários prêmios.

Qual a importância do ballet na sua vida? E qual a importância dele na vida das suas alunas?

O ballet sempre fez parte da minha vida. Sou de uma família de artistas e meus pais nos incentivaram à cultura. Minha mãe teve uma escola de dança e minhas irmãs também são bailarinas. Somos muito gratas por isso, apesar de cada uma ter seguido uma profissão, a experiência vivida estará eternamente gravada nas nossas histórias e em nossos corações. Sou muito feliz e realizada profissionalmente por continuar com nossa tradição artística. Meu trabalho é muito gratificante e a escola é minha segunda casa. Para meus alunos, acredito que a arte do ballet não é apenas um distração ou lazer mas, acima de tudo, a realização de um sonho. Desejo que a Class não seja apenas uma escola de dança, mas uma educadora através da arte, ensinando passos para toda vida.

Qual a missão da Class em LEM?

Educar com Arte.  Proporcionar disciplina artística para corpo e mente, por meio da dança, formando seres humanos melhores, mais saudáveis, criativos, capazes de transformar suas vidas. Acreditamos que o ballet vai além da dança, por isso nossa missão é ensinar a arte do ballet e contribuir para o desenvolvimento da Cultura e Educação em Luís Eduardo Magalhães.

Missão: Formar profissionais de dança de altíssima qualidade, preservando um ambiente inspirador, desafiador e multicultural que oportunize o desenvolvimento pessoal e profissional, acessível a todas as classes por meios de projetos sociais. Atender com excelência, trabalhar com satisfação, motivação e emoção proporcionando vitalidade, estímulo a arte e educação.

Como surgiu a vontade de montar o espetáculo com o tema Frozen e como está sendo a execução desse projeto?

Em todos meus projetos artísticos, realizo as amostras culturais para os pais e para todos que prestigiam a arte.  É a grande oportunidade para mostrar o trabalho realizado dentro da sala de aula e o desenvolvimento técnico e artístico dos bailarinos. Este ano escolhemos o tema Frozen, por ser um grande sucesso da atualidade e pela linda historia do amor de duas irmãs, mostrando a importância da amizade e valorização da família. Acredito que a história contada através do ballet será emocionante; será uma linda noite de arte, um espetáculo para pessoas de todas as idades se divertirem e se encantarem.

O que as pessoas podem esperar do espetáculo?

O espetáculo surpreenderá o público pela sua beleza e estrutura de produção, talentos artísticos, técnica e muitas surpresas. Além de prestigiar os artistas, vão vivenciar a trilha sonora do filme Frozen e músicas clássicas como Vivald, Mozart, Beethoven… Será um momento inesquecível na vida dos mais de 100 artistas participantes e para o público presente.

Como está sendo a aceitação e apoio da comunidade e dos empresários? Com que olhos o a classe privada e pública vê um espetáculo cultural como esse?

O evento cultural está sendo muito elogiado, mas tendo pouco incentivo. Além do alto custo de produção artística para realização do espetáculo, temos um projeto social com bailarinos bolsistas, onde todo trabalho desenvolvido e os figurinos deles são por conta da Class. Mesmo com a venda dos ingressos não conseguimos pagar todas as despesas, assim contamos com o apoio dos empresários incentivadores da cultura na cidade. Este evento cultural é o único neste perfil e porte na cidade e não gostaríamos de parar.

Por que ter um grupo de teatro junto com o espetáculo? Você acredita que as artes, quando integradas, são mais fortes?

Sem dúvida artes unidas se fortalecem. O teatro será um grande diferencial, além de todas coreografias de ballet, teremos a participação do grupo de teatro CEPAC com atores talentosos. Entre uma coreografia e outra o teatro entra em cena para abrilhantar ainda mais o espetáculo. E também teremos coreografias de Jazz, Moderno e Street Dance.

Como você avalia a quantidade e a qualidade de espaços destinados à cultura e à arte na cidade?

Infelizmente não temos um Teatro na cidade, espaço fundamental para o artista e para realização de grandes espetáculos artísticos, com palco, camarins e estrutura que comporte um grande número de artistas em cena e um grande público. A Cultura transforma vidas, transforma a cidade.  Cuidar da cultura é cuidar de uma nação. Mais cultura, mais vida, mais educação e menos violência.

Quais seus projetos para o restante desse ano?

Além do Espetáculo em Outubro, em novembro realizamos a banca examinadora para avaliação dos alunos da escola e, em dezembro, temos a entrega dos certificados para os bailarinos que passarem nos exames. Neste mês de agosto, além dos ensaios diários com todo elenco, estamos ampliando o nosso projeto social e selecionando jovens talentos em todos os bairros.

Você tem buscado atingir também o público adulto. Esse é um público em ascensão? Que benefícios eles procuram quando entram no ballet fitness?

Sempre é tempo de começar ou recomeçar. Algumas mulheres não tiveram a oportunidade de fazer ballet quando criança e estão realizando um sonho. Outras aposentaram as sapatilhas e agora estão retornando. É muito gratificante o Ballet adulto, sou apaixonada por esta turma.

Quais alternativas você sugere para melhorar a cena cultural na cidade?

Os incentivadores culturais e idealizadores de novos projetos artísticos são fundamentais para sobrevivência da cultura na cidade, valorizando sempre o artista e sua arte. A construção de um Teatro Municipal deveria ser umas das prioridades, pois sem dúvida é a casa do artista. Com ele grandes eventos poderiam acontecer com mais frequência na cidade e com custos menores, proporcionando também oportunidade para que as grandes companhias artísticas do Brasil viessem conhecer Luís Eduardo Magalhães, trazendo grandes espetáculos culturais, de dança, teatro, música, etc.

Para você, o que significa a inauguração do Centro Cultural?

Apoio ao desenvolvimento dos projetos culturais e valorização de talentos e manifestações artísticas da cidade.  Esperamos que seja preciso, com qualidade e responsabilidade e que, independente de administração, continue com os projetos e não pare pela metade. São vários sonhos envolvidos de muitas crianças, tem que ser uma realização e não uma frustração. Parabéns pela iniciativa.

Para saber mais sobre o espetáculo e novidades da Class, fique de olho aqui no blog e siga a escola nas redes sociais!

Facebook Class Instagram Class

Telefone 77 3628.0692