Drive

Uma das melhores e mais rápidas leituras que fiz esse ano, “Drive”, de James Sallis, é um prato cheio para amantes de histórias sobre crimes, ambientes sujos, personagens enigmáticos e carros, muitos carros. O Piloto, personagem principal cujo nome nunca é revelado, é o centro da história.

Ele, que costuma dizer que “apenas dirige”, é o melhor no que faz. Durante o dia, trabalha como dublê de filmes. À noite, faz serviços fora da lei. E ele deixa bem claro que sua única função é conduzir o veículo até o local, esperar o ato e fugir dali. Só que tudo desanda quando um dos assaltos não ocorre como esperado e, a partir daí, a trama gira em torno do Piloto tentando salvar a sua própria vida.

Seguindo uma linha do tempo não-linear, a estrutura pode deixar o desenrolar dos acontecimentos meio confuso a princípio, sendo necessário retornar algumas páginas em certos momentos para compreender melhor em qual parte do tempo determinado capítulo está. Porém, isso não atrapalha o entendimento da história. E alguns deles centram-se em outros personagens, como o Doutor e o vilão, Bernie Gold, o que deixa o livro ainda mais interessante.

O texto possui um vocabulário bem coloquial, cheio de gírias, palavrões e um humor negro bastante refinado. Os locais são bem detalhados, e o leitor, de certa forma, entra no ambiente. E por se tratar de relações entre personagens cujas atitudes são bem questionáveis, o teor de algumas cenas é de bastante violência.

Assim como o livro que falei sobre no último texto, “Drive” também ganhou uma adaptação (bem elogiada e vencedora de prêmios, por sinal) para os cinemas. Ryan Gosling fez o papel do Piloto e, apesar de achá-lo um bom ator, sua atuação não me convenceu e as mudanças da adaptação em relação ao livro me incomodaram. Entretanto, a película é de uma fotografia e direção impecáveis, lembrando muito a estética de filmes noir.

Falando em modo particular, até tento, não consigo desassociar a obra literária da cinematográfica. Logo, o filme não é tão brilhante quanto o livro. Se o leitor consegue fazer tal distinção, os dois serão de todo agrado.

Terra Ronca em um dia: aventura e adrenalina nas cavernas

Tá cansado de passar o final de semana em casa? Quer variar a dupla barzinho-sertanejo? Sei que você ama netflix e ar-condicionado, mas que tal aproveitar seu domingo de uma forma inesquecível? Pois eu tenho uma ideia para compartilhar com você.

Pertinho daqui, ali nos municípios de São Domingos e Guarani de Goiás, está o Parque Estadual de Terra Ronca, um dos lugares mais incríveis do Brasil por ser um dos maiores complexos de caverna do país e da América do Sul. Não só isso, duas das cavernas da Terra Ronca figuram também na lista das maiores cavernas do Brasil. “É um mundo totalmente diferente! Visitar as cavernas da Terra Ronca é impressionante. É um lugar muito preservado e rico de detalhes. É um privilégio encontrar um lugar como esse”, explica Rafael Sant’Ana, um dos guias locais.

Resultado de imagem para terra ronca
Foto: Marcio Cabral

Entre a infinidade de cavernas, quase 200 delas já foram catalogadas, e somente algumas estão disponíveis para visitação, entre elas as grutas Angélica, Terra Ronca I e II, São Bernardo e São Mateus. No parque também é possível fazer boia-cross no Rio São Vicente, rapel, lavar a alma nas cachoeiras das Palmeiras e São Bernardo, além de fazer trilhas e apreciar a paisagem, como a subida do Morro do Moleque. “As cavernas são enormes e raramente você precisa passar por lugares mais estreitos, um medo claustrofóbico que muitas pessoas tem antes de conhecer. O passeio é muito tranquilo, seguro e o visual é impressionante”.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, atividades ao ar livre, água e natureza
Salão dos Espelhos – Gruta da Angélica | Foto Marcelo Peregrino

Para conhecer por dentro e por fora as incríveis grutas e cavernas da Terra Ronca é preciso contratar um guia. E sabemos que nem sempre temos tempo ou dinheiro suficiente para se jogar em uma aventura como essa. Mas isso não é problema com o roteiro de um dia da Peregrino Turismo e Aventura. O pacote Terra Ronca em um dia inclui passeio na Gruta da Angélica, rapel e boia-cross, além de lanche e almoço. E tudo isso por R$ 175 por pessoa. O grupo, de no máximo 20 pessoas, vai sair de Posse – GO e o passeio será no domingo, dia 21. Uma oportunidade única para quem quer conhecer um pouquinho da Terra Ronca sem pesar no bolso.

Confira o roteiro completo e os contatos para contratação abaixo:

 

Terra Ronca em um dia!

Data: 21 de maio de 2017

Saída: 05h00

Retorno: 19h00

Programação:

  • 04h30 embarque na praça da Liberdade, Posse – GO
  • 05h00 saída para Terra Ronca
  • 08h00 lanche
  • 09h00 passeio na Gruta da Angélica
  • 11h00 rapel na boca da caverna
  • 15h00 almoço na Pousada Alto da Lapa
  • 16h00 boia cross no rio São Vicente
  • 19h00 retorno

Boia

Observações:

As atividades são moderadas quanto à exigência de preparo físico e coragem.

As instruções serão passadas para todos durante o passeio por profissionais competentes e habilitados.

As técnicas adotadas seguem as normas das atividades – rigorosamente seguro.

Os equipamentos de segurança serão oferecidos pelos organizadores, porém alguns ítens são pessoais, como o calçado, a roupa etc.

 

O que levar?!

Cada pessoa deverá providenciar:

– calçado adequado para a prática de esportes, que deve ser fechado e de preferência que proteja também o tornozelo;

– roupas adequadas, que protejam o corpo de possíveis escoriações;

– roupa de banho;

– roupa seca para depois do banho;

– água para consumir durante o dia

– lanterna

– protetor solar

– repelente

 

Perguntas frequentes:

– Vai molhar o tênis?!

Sim, vai molhar o tênis.

– Devo levar toalha?

Sim, exceto se quiser retornar molhado.

– Tenho medo de desistir na hora do rapel.

Pague antes, assim na hora você vai fazê-lo para não perder o investimento. A partir de 13 anos já pode fazer o rapel.

– Eu não tenho experiência!

Não tem problema. As instruções são simples e serão passadas para todos.

Resultado de imagem para terra ronca
Foto: Marcelo Isola

Contatos:

Organização Peregrino Turismo e Aventura

(62) 999556331 Marcelo Peregrino

 

Facebook

 

E aí, vamos viver um domingo pra lá de diferente?

1º Encontro de Escalada Junina em São Desidério

O que você acha de curtir o feriadão de São João em meio à natureza, boas energias e esportes radicais? Se você tem espírito aventureiro se joga no 1º Encontro de Escalada Junina! Organizado pela Morada dos Tapuias, o encontro vai acontecer nos dias 24, 25 e 26 de junho (sexta a domingo) no Sítio do Rio Grande, em São Desidério, um dos lugares mais bonitos do oeste da Bahia e com grande potencial para escalada esportiva no Brasil. Segundo um dos organizadores, Matheus Marcondes Sguilaro, o evento é uma evolução de outros encontros anteriores, informais, que reuniam amigos e escaladadores de diversos estados. “Já houveram outros encontros informais com a presença de amigos e escaladores dos estados da BA, DF, MG, SP. Dessa vez resolvemos firmar uma data para que o evento se torne oficial e que a cada ano novos adeptos conheçam as rochas e o esporte na região. Aproveitamos o clima e festejos juninos pra atrair escaladores de fora, marcando no calendário a data como evento anual”.

O Encontro Junino é uma boa oportunidade para conhecer e aproveitar o potencial da escalada do extremo Oeste da Bahia e ainda curtir o clima de festa junina e as belezas naturais da região. Nesses três dias de evento, os participantes poderão aproveitar os setores do sítio com vias esportivas, tradicionais, boulders e psicoblocs, além de oficinas temáticas, confraternizações noturnas, sorteio de prêmios e muitas outras atrações. “Esperamos uma média de público de até 80 pessoas entre escaladores, iniciantes e futuros praticantes. Sempre que um evento desse acontece, novos setores e novas vias são conquistadas, o que acelera a evolução dos escaladores locais e os que nos visitam”, explicou Matheus. “Durante o evento os participantes poderão conhecer práticas de queda e administração do medo, participar de aula de yoga, palestra sobre animais peçonhentos, apresentação de capoeira e um forrozin pra arrasta o pé e esquentar as canelas”.

Confira a programação:

2016-06-10-PHOTO-00000076

Como participar

 

 

Para participar do evento é muito simples. Só é necessário fazer a inscrição online, no valor de R$ 50, até o dia 22/06 pelo endereço: http://goo.gl/forms/pTLh5Bh8uGuKBoH92. Também será possível fazer a inscrição na hora do evento.

Após preencher e enviar formulário pelo link acima, o participante deve depositar o valor da inscrição (R$50,00) na conta:
BANCO ITAU / Agência 8885 / Conta 07823-1
Favorecido: Matheus Marcondes Sguilaro – Tapuias Escalada.
E, por fim, enviar o comprovante de depósito para o email moradadostapuias@hotmail.com ou whats app (77) 99116-5532.

A inscrição no evento inclui:
🔻 Camiseta
🔻 Mini-guia impresso
🔻 Camping na beira do rio
🔻 Festa Junina
🔻 Participação nas oficinas
🔻 Sorteios
🔻 Escalada com guias (para iniciantes)

Os primeiros 20 inscritos ganham uma diária para escalar na parede indoor da Hits Sport & Music, em Luís Eduardo Magalhães.

Hospedagem

Além da opção de acampar no camping (já incluso na taxa de inscrição), quem quiser um pouco mais de conforto durante o Encontro, a Pousada da Dona Nenzinha terá preços especiais para os escaladores:
🔻R$15,00/diária do quarto coletivo
🔻R$ 80,00 suíte para até 4 pessoas (cama de casal+cama de solteiro+colchão)
A Pousada de Dona Nenzinha é bem aconchegante e fica ao lado da orla de Sítio. Conta com garagem e espaço para churrasco e, além disso, ela disponibilizará sua cozinha para uso durante o evento.

Mais informações:

Morada dos Tapuias: FACEBOOK
Bruna (77) 99116-5532 / (77) 99808-9044
Matheus (11) 99876-9028
Yurika (77) 99994-2703

Para inspirar, relembre o depoimento da nossa colunista Bruna Pires sobre seu início na escalada esportiva: AQUI.

Autoria das fotos: Tiago Silva, Yurika Hidaka, Morada dos Tapuias.