Sem tijolos

By  |  0 Comments

É fato que a sustentabilidade é uma tendência mundial e que a todo o momento busca-se uma maneira de economizar, melhorar e de se adequar a realidade. Isso também tem sido visto na maneira como elaboramos nossas obras. Todos os dias surgem muitas opções alheias às de maneira convencional de construção e muitas pessoas perguntam se aquilo realmente funciona. E então, hoje resolvi mostrar algumas alternativas diferentes de projetos que não utilizam tijolos.

CASA MANIFIESTO INFINISKI

PROJETO: JAMES&MAU ARQUITECTURA
MATERIAL UTILIZADO: CONTAINERS+PALLETS

Construída em 2009, o projeto de 160m² é composto pela estrutura modular de 3 containers marítimos de metal totalmente revestidos de pallets e madeira certificada, sendo 85% dela feita com matérias recicláveis.

A casa é localizada em Santiago no Chile e para evitar o frio extremo, foi elaborado um sistema de celulose reciclada, feito a partir de jornal para servir como isolante térmico.

Os pallets e madeiras da fachada funcionam como brises, no verão quando incidência solar é forte são mantidos fechados para evitar o calor, e no inverno se abrem para permitir a entrada do calor solar.

ECOARK

PROJETO: ARTHUR HUANG, DIRETOR DA EMPRESA MINIWIZ
MATERIAL UTILIZADO: POLLI-BRICKS+ESTRUTURA METÁLICA

Projetado com 2186m², este pavilhão de eventos foi construído com 1,5 milhões de garrafas de plásticos recicladas, também conhecidas como Polli-Bricks. Inaugurado em 2010 em Taipei, Taiwan, o pavilhão além de ter essa técnica construtiva inusitada foi projetado para suportar tufões e terremotos.

Os polli-bricks são feitos de garrafa PET reciclada, revestidos com uma substância não inflamável e possuem o formato semelhante a um favo de mel, permitindo que sejam encaixados um no outro, constituindo assim uma estrutura modulada que se assemelha a uma colmeia.

O ar dentro das garrafas atua como isolante térmico e a transparência do material permite a entrada de luz natural, reduzindo assim a utilização de luz artificial.

WIKKELHOUSE

PROJETO: FICTION FACTORY
MATERIAL UTILIZADO: PAPELÃO+MADEIRA+ALUMÍNIO

Após 4 anos de estudos, o Studio Holandês lançou em 2015 a Wikkelhouse, que são casas moduladas feitas com camadas de papelão. São necessárias 24 camadas de papelão para dar forma que, juntamente com um adesivo especial, conferem rigidez as paredes.

As casas são moduladas e cada módulo possui 5m², que podem ser acrescentados conforme as necessidades. O que mais chama atenção é a rapidez e a durabilidade, sua construção leva menos de 1 semana e os criadores estimam que a casa possa durar 100 anos.

Depois da estrutura em papelão feita, ela é recoberta por uma camada de um material chamado Miotex, que impermeabiliza a estrutura, porém ainda permite a respiração da mesma, e por fim o exterior da casa é recoberto por uma camada de ripas de madeira.

Manoela Ceron de Paula, prazer, mas pode me chamar de Manu. Gaúcha, baiana e mineira, gosto de dizer que sou nômade. Arquiteta por formação e paixão, faço pós-graduação na área de sustentabilidade, por acreditar que a arquitetura pode mudar o mundo.