Na rua, na chuva, na fazenda ou numa casinha de sapê

By  |  0 Comments

Nome: Fazenda Catuçaba
Local: Catuçaba – Brasil
Arquiteto: Studio MK27 – Marcio Kogan + Lair Reis
Data do Projeto: 2016

Neste Dia do Agricultor, resolvemos mostrar um projeto incrível de uma casa de fazenda Brasileira que estabelece forte relação com a natureza local. Utilizando os ventos e o sol a seu favor, a casa possui autonomia na geração de energia com placas fotovoltaicas e uma turbina eólica que, aliada ao design e a tecnologia, permitem um consumo eficiente da casa.

A integração da casa com a paisagem natural e a mínima intervenção com a topografia local transformam esse projeto em algo sutil e delicado, como se ela repousasse sobre o local e simplesmente fizesse parte dele.

A delimitação da casa é formada por dois muros laterais que foram feitos em adobe, que aproveitaram a terra existente no local.  Sua estrutura é pré-fabricada em madeira laminada colada, que foi elaborada para ser apoiada em poucos pilares.

O piso externo é deck de madeira, todas certificadas e o piso interno é de tijolo maciço, feito também de terra retirada no local. As paredes internas da casa são de wood frame com isolamento de lã de PET, além de vidros duplos que garantem o equilíbrio térmico.

Esse projeto valoriza a simplicidade, deixando a mostra toda a beleza do local no entorno, e buscando a utilização de materiais que integrem a obra ao espaço.

Manoela Ceron de Paula, prazer, mas pode me chamar de Manu. Gaúcha, baiana e mineira, gosto de dizer que sou nômade. Arquiteta por formação e paixão, faço pós-graduação na área de sustentabilidade, por acreditar que a arquitetura pode mudar o mundo.