Festival de Cinema Francês terá sete dias de exibição em Barreiras

By  |  0 Comments

Os amantes da sétima arte de Barreiras e região, definitivamente, não tem do que reclamar. Se houver um mínimo apreço com o cinema produzido na França os próximos dias serão um banquete e tanto A partir desta quinta-feira, 07, a unidade do SESC de Barreiras exibirá um total de 15 filmes através do Festival Varilux de Cinema Francês (ver programação abaixo).

A vinda do festival para Barreiras só foi possível pela parceria firmada entre a curadoria do festival e o SESC Nacional. Em 2017, o mesmo festival percorreu 56 cidades brasileiras e contou com um público espectador de 180 mil pessoas. Em 2018, o número de cidades beneficiadas saltou para 90, o que permitirá um alcance de pelo menos 30 cidades menores — incluso, Barreiras — onde o cinema francês quase não chega.

Vicent Cassel é uma das estrelas do Festival de Cinema Francês

De acordo com Lys Vieira, Técnica Cultural do SESC Barreiras não há como estimar um público para as sessões do festival. Ela conta que foram enviados convites para Escolas e Faculdades de Barreiras. “Acreditamos que o festival tem potencial para 100 a 150 pessoas por sessão, mas não há como ter certeza”, diz, enfatizando que as sessões são gratuitas e toda comunidade de Barreiras e Região Oeste está convidada a participar.

O objetivo é claro e merecedor de aplausos: conquistar um público novo através de sessões de cinema gratuitas e que, segundo as palavras dos diretores do festival, Emamanuelle e Christian Boudier, “intensificarão mais que nunca o trabalho de democratização do festival”.

A maratona de cinema francês contará com 15 filmes, exibidos ao longo de sete dias, entre 07 e 22 de junho, sempre em dois horários, 16 e 19h, num total de aproximadamente 23 horas e meia de projeção, ou, quase um dia inteiro dedicados a sétima arte oriunda da terra de Zinedine Zidane, Astérix e do croissant.

O Festival Varilux de Cinema Francês é uma parceria entre o Governo Francês e a Prefeitura do Rio de Janeiro, através da Lei de Incentivo à Cultura.

As sessões, vale lembrar, são gratuitas.

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

QUINTA-FEIRA, 07 DE JUNHO

16h: Carnivoras (2018) 1h38

Mona sempre sonhou em ser atriz. Ao sair do Conservatório, ambiciona um futuro brilhante pela frente, mas é Sam, sua irmã mais nova, que logo se torna uma atriz famosa. Sem recursos, Mona é obrigada a morar com Sam, que, fragilizada por uma filmagem difícil, propõe que Mona se torne sua assistente. Aos poucos, Sam vai negligenciando seus papéis de atriz, de esposa e de mãe e acaba se perdendo. Mona acredita que deve se apossar dos papéis que Sam abandona.

 19h: O amante duplo (2017) 1h47

Chloé, uma jovem frágil, se apaixona por seu psicoterapeuta. Alguns meses depois, eles vão morar juntos, mas ela descobre que seu amante lhe escondeu um outro lado de sua identidade.

Confira o trailer:

 

SEXTA-FEIRA, 08 DE JUNHO

16h: Custódia (2017) 1h33

Miriam e Antoine Besson se divorciaram, e Miriam está procurando a custódia exclusiva de seu filho Julien, para protegê-lo de um pai que ela afirma ser violento. Antoine defende seu caso como um pai desprezado e a juíza decide a favor da custódia compartilhada. Refém do crescente conflito entre seus pais, Julien é levado ao limite para evitar que o pior aconteça.

 19h: De carona para o amor (2018) 1h47

Jocelyn, bem-sucedido homem de negócios, é um sedutor e mentiroso inveterado. Apesar de cansado de si mesmo, acaba seduzindo uma jovem bonita, fingindo ser deficiente, até o dia em que ela lhe apresenta sua irmã, que é realmente deficiente.

 

SÁBADO, 09 DE JUNHO

16h: A excêntrica família de Gaspard (2018) 1h43

Depois de ficar afastado durante anos, Gaspard, com 25 anos, se reencontra com a família após o anúncio do casamento do pai. Acompanhado de Laura, uma moça extravagante, que aceita fingir ser sua namorada durante o casamento, ele se sente pronto para pisar, novamente, no zoológico familiar e rever os animais que o viram crescer… Mas entre um pai mulherengo, um irmão sensato demais e uma bela irmã, ele não tem consciência de que está prestes a viver os últimos dias de sua infância.

 19h: Gauguin – Viagem ao Taiti (2018) 1h41

No ano de 1891, Gauguin se exila no Taiti. Ele quer reencontrar sua pintura livre, selvagem, longe dos códigos morais, políticos e estéticos da Europa civilizada. Ele se infiltra na selva, encarando a solidão, a pobreza, a doença. Lá, Gauguin conhece Tehura, que se tornará sua esposa e tema das suas telas mais importantes.

 

QUINTA, 14 DE JUNHO

16h: O poder de Diane (2017) 1h27

Sem hesitação, Diane aceitou carregar o filho de Thomas e Jacques, seus melhores amigos. É nessas circunstâncias, não muito ideais, que ela se apaixona por Fabrizio.

 19h: Primavera em Casablanca (2018) 1h59

Em Casablanca, entre o passado e o presente, cinco destinos estão inconscientemente interligados. Diferentes rostos, diferentes trajetórias, diferentes lutas, mas a mesma busca pela liberdade. E o som de uma revolta que cresce.

 

SEXTA, 15 DE JUNHO

16h: Nos vemos no paraíso (2017) 1h57

Em novembro de 1918, alguns dias antes do Armistício, Édouard Péricourt salva a vida de Albert Maillard. Ambos não têm nada em comum, a não ser a guerra, e são obrigados a se unir para sobreviver. Anos depois, Albert e Édouard decidem montar uma fraude nos monumentos aos mortos. Também planejam uma farsa para desmascarar o Tenente Pradelle, que tenta fazer fortuna com corpos das vítimas da guerra. Adaptação do romance de Pierre Lemaître, premiado pelo Prix Goncourt em 2013.

 19h: O orgulho (2017) 1h35

Neila Salah cresceu na periferia e sonha em se tornar advogada. Inscrita na grande universidade parisiense de Assas, ela confronta, desde o primeiro dia, Pierre Mazard, professor conhecido por suas provocações e deslizes. Para se desculpar por sua conduta desrespeitosa, Pierre aceita preparar Neila para o prestigioso concurso de eloquência. Cínico e exigente, Pierre pode se tornar o mentor que Neila precisa… Mas é necessário que ambos superem seus preconceitos.

 

SÁBADO, 16 DE JUNHO

16h: A raposa má (2017) 1h20

Aqueles que pensam que o campo é um lugar calmo e tranquilo estão muito enganados. Lá, vivem animais especialmente agitados: uma raposa que pensa que é galinha, um coelho que se faz de cegonha e um pato que quer tomar o lugar de Papai Noel. Se você quiser passar férias em um lugar sossegado, não pegue esse caminho!

 19h: Promessa ao amanhecer (2017) 2h10

De sua infância difícil na Polônia, passando por sua adolescência sob o sol de Nice, até suas proezas como aviador durante a Segunda Guerra Mundial, Romain Gary viveu uma vida extraordinária. Mas essa ânsia por viver mil vidas e se tornar um grande homem, ele deve a Nina, sua mãe. É o amor louco dessa mãe cativante e excêntrica que fará dele um dos maiores romancistas do século XX. Mas esse amor materno, sem limites, também será seu fardo por toda vida.

 

QUINTA-FEIRA, 21 DE JUNHO

16h: O retorno do herói (2018) 1h30

Elisabeth é alinhada, séria e honesta. O capitão Neuville é covarde, desleal e sem escrúpulos. Ela o detesta. Ele a despreza. Mas fazendo dele um herói de opereta, ela se torna, sem querer, responsável por uma farsa que logo a arrebatará…

 19h: O último suspiro (2018) 1h29

No dia em que um nevoeiro misterioso e mortal envolve Paris, sobreviventes se refugiam nos últimos andares e nos telhados dos prédios da capital. Sem eletricidade, comida ou água, uma pequena família tenta sobreviver a essa catástrofe…, mas as horas passam e fica evidente que eles não receberão nenhum tipo de ajuda e para sobreviver será necessário deixar o local e enfrentar a terrível névoa.

 

SEXTA-FEIRA, 22 DE JUNHO

19h: Marvin (2017) 1h53

Marvin Bijou está em fuga: Primeiro de seu vilarejo em Vosges, depois da família, da tirania do pai, da renúncia da mãe e por último da intolerância, rejeição, humilhações as quais era exposto por tudo que faziam dele um rapaz ”diferente”. Fora de lá, ele descobre o teatro e aliados que, finalmente, vão permitir que sua história seja contada por ele mesmo.

Jornalista, gaúcho e amante de coisas simples como uma boa leitura, um bom filme - de preferência no cinema e caminhadas desaceleradas ao lado de quem se gosta. Observador, peculiar e sagaz: nada escapa à mente rápida desse guri de dentes separados na frente. Autor do livro A Gaveta do Alfaiate.