Etiqueta pra quê?

By  |  0 Comments

Pensando em qual seria meu primeiro texto para Immagine me deparei com um livro de capa rosa que estava no lugar errado da minha estante de livros. Etiqueta sem frescura, da Claudia Matarazzo, é daqueles livros que todo mundo deveria ler.

Porque apesar da palavra etiqueta soar como uma atitude chata e rígida aos nossos ouvidos, na verdade não é. É apenas um conjunto de regras, baseados em costumes (validados) da sociedade, que podemos considerar como gestos de bom senso e de gentileza. A etiqueta é um “código de relacionamento”, como escreve Matarazzo, que nos ajuda no dia a dia e em diversas situações.

Eu tive aulas de etiqueta no colégio, aos onze anos, e foram muito úteis em diversas situações. Todo mundo deveria ler sobre o assunto, principalmente em ambientes profissionais. Como profissional, a etiqueta é fundamental.

Numa linguagem simples, a autora nos explica desde como fazer cartões pessoais e profissionais de maneira elegante e clara, até como receber convidados em casa. Além das dicas para festas, jantares, recepções, saber ser visita na casa de alguém também faz parte da etiqueta.

Na verdade, etiqueta não passa de bom senso e educação, o que é essencial para todos nós. Temos muito a aprender, são detalhes que nos fazem ser lembrados pela nossa atitude, maneira gentil e não invasiva. É observar e agir de uma maneira sensata, no momento certo, sem exageros. Vale a pena conferir!

Título: Etiqueta sem Frescura
Autor: Claudia Matarazzo
Editora: Melhoramentos
Edição: 30
Ano: 2004
Especificações: 128 páginas

Preço médio: R$ 32,00

 

Jornalista, observadora, intensa, amante da vida. Gosto de inovação, planejamento, comunicação, cultura, cidadania, informação, organizações, empreendedorismo, mídia e sociedade. Pessoas, cidades, conhecimento, curiosidades, desafios, filmes, livros, histórias e liberdade também integram essa lista. Acesse www.kalynemenezes.com.br e conheça mais sobre mim.