Cliente desiste da compra por falha do vendedor. Saiba como evitar esse problema!

Tal afirmação pode muitas vezes parecer incorreta ao olhar de um vendedor mediano, mas posso te afirmar com todas as letras que, em 90% das vezes, a falha é do vendedor. Vender é apresentar bem o produto, despertando no cliente desejo e necessidade e apresentando a solução adequada para o seu problema. É natural que durante esse processo surjam dúvidas, o que podemos chamar de objeções de compras, e cabe ao vendedor contorná-las.

Seria muito bom se todos os clientes comprassem sem objeções. É exatamente por isso que existem vendedores profissionais, e existem técnicas que ajudam a contornar a situação e concluir a ven­da com sucesso.

Uma boa dica é anotar as objeções dos clientes depois de uma tentativa frustrada. Lembrando que cada pessoa é diferente da outra mas, na maioria das vezes, as objeções feitas a um produto tendem a se repetir, por isso, crie algu­mas saídas para não perder as vendas.

Crie uma tabela com objeções e possíveis respostas para melhorar a sua visualiza­ção.

Veja algumas das principais objeções e saiba como contornar:

“Tenho pressa, estou sem tempo para decidir.”

A desculpa superficial é, geralmente, o recurso usado pela maioria dos clientes ao dispensar o vendedor. Frases do tipo “Tenho que consultar meu marido” mostram a in­tenção de desistência. Responda com uma palavra de acei­tação: “Entendo” ou “Perfeito”. Em seguida, peça ao clien­te permissão para fazer outra pergunta. Caso a resposta seja afirmativa, devolva a mesma questão, da seguinte forma: “Por que você precisa consultar seu marido?”. Continue: “Além deste, há outro motivo para não levar o produto?”. Especialistas afirmam que, na maioria dos casos, a segunda resposta dada pelo cliente é a verdadeira. Após desco­brir o motivo real do cliente, tenha bom senso e trabalhe as possibilidades de produtos disponíveis.

“Está caro.”

A principal objeção dos clientes é sempre questionar o preço do produto? Em geral, são blefes. Considerar um pro­duto ou serviço caro ou barato pressupõe uma comparação com a concorrência. É exatamente esse o ponto a ser traba­lhado pelo vendedor: “O Sr. falou que o produto está caro. Caro em relação ao que?”.

Uma dica: antes de informar o preço do produto, fale das características, benefícios, soluções, só no final, quando perguntado, fale o valor do produto, porque quando se fala dos benefícios, ressaltando os pontos positivos do produto e as suas vanta­gens, é isto que você está fazendo, agregando valor ao seu produto. Ele pode achar o seu produto caro, justamente por que ele não percebeu valor em seu produto. Então, faça uma boa apresentação.

No início, fale em valores totais, sem descontos. Use como argumento os seguintes pontos: ganho de oportuni­dade, suprimento de necessidade, benefícios pelo uso e in­vestimento patrimonial (para itens mais caros, como carros, lotes, casas, joias e equipamentos domésticos).

“Não preciso disso agora.”

Analisar a atitude do cliente ajuda a perceber o envol­vimento com o produto em questão. Observe se realmente há interesse. Caso perceba evidências positivas, invista em frases afirmativas que valorizam a ocasião: “Esta é uma grande oportunidade”; “O preço está ótimo” ou “Você não vai se arrepender”. Imagine algumas situações, já vividas ou não, e faça um esforço para traçar uma estratégia de persuasão.

* Gilson Sena é graduado em Administração de Pequenas e Médias Empresas, pós-graduado em Jornalismo político, palestrante e consultor de vendas, empresário e sócio diretor de várias empresas: Practitioner em Programação Neurolinguística – PNL; Coach de intervenção estratégica em PNL; Treinador de vendedores pela Referência Cursos; presidente da CDL de Luís Eduardo Magalhães e autor do livro Venda Mais Agora.

Sicredi e cooperativas parceiras lançam campanha do Dia “C” na Bahia Farm Show

Pelo segundo ano consecutivo, as instituições buscam estimular a doação de sangue e o cadastro de medula óssea

 

Como forma de estimular a doação voluntária no Oeste baiano, que sofre com a falta de estoque de bolsas de sangue – um problema que também pode ser observado nacionalmente -, o Sistema de Crédito Cooperativo – Sicredi, através da unidade de Luís Eduardo Magalhães, e as cooperativas agrícolas Cooperfarms (Cooperativa do Produtores Rurais da Bahia), Unibahia (Sociedade Cooperativa Unibahia) e Cooproeste (Cooperativa Agropecuária do Oeste da Bahia) lançaram nesta última sexta-feira, 08, durante a Bahia Farm Show, a quarta edição do Dia “C” ou Dia de Cooperar. Pelo segundo ano consecutivo, as instituições buscam a cooperação mútua para a realização da campanha de doação de sangue e cadastro de medula óssea “Doar faz bem”.

Neste ano, a campanha acontece de 14 a 17 de agosto, das 07h30min às 15h, junto ao Posto de Saúde Ceni dos Santos Fraga, ao lado da Unidade de Pronto Atendimento, com o apoio institucional da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba), Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães e Clínica São Camilo, por meio do suporte através das equipes de saúde e cedência de espaço físico. Na edição anterior, foram coletadas 265 bolsas de sangue e 75 novos doadores de medula óssea foram cadastrados. A meta para esta edição é alcançar doação para 350 bolsas de sangue.

De acordo com o gerente da unidade de atendimento Sicredi de Luís Eduardo Magalhães, Rodrigo Machado Gonçalves, a doação de sangue ainda é um desafio na hora de salvar vidas e a cooperativa, que procura atuar junto à comunidade, entende a necessidade de ser parceiro de iniciativas que busquem o exercício da responsabilidade social. “A cada ato voluntário de doação, conseguimos salvar três vidas. É preciso sensibilizar e dar continuidade a este trabalho, para criarmos uma cultura de doação de sangue. O Sicredi realiza e participa de várias ações sociais. Nos sentimos orgulhosos em crescer junto com a comunidade, mas também em cooperar para inúmeras melhorias e benefícios à sociedade”, destaca. Além da coleta de bolsas de sangue e o cadastro de medula óssea, serão oferecidos gratuitamente os serviços de aferição da pressão arterial e a tipagem sanguínea.

Além do gerente do Sicredi de LEM, Rodrigo Machado, estiveram presentes à cerimônia de lançamento, o presidente da Cooperfarms, Marcelo Kappes, o gerente geral da Cooproeste, Antonio José Tarcísio Assunção, o gerente administrativo da Unibahia, Ataídes Nunes Thies, o secretário municipal de Saúde, Felipe Melhem, o diretor financeiro da Clínica São Camilo, Tales Sabadin e o prefeito municipal, Sr. Oziel Oliveira.

A iniciativa

A iniciativa integra o programa nacional Dia C (Dia de Cooperar) –  uma agenda estratégica do cooperativismo brasileiro, com o objetivo de executar a responsabilidade social, colocando em prática os valores e os princípios cooperativistas por meio de ações voluntárias. Idealizado na capital mineira em 2009, o Dia C cresceu e cruzou as divisas. Atualmente é celebrado em todos os estados brasileiros, reforçando em suas comunidades a importância do cooperativismo, como agente transformador no desenvolvimento.

Heloíse Steffens
Jornalista e assessora de imprensa
DRT/PR 7213

Seminário discute futuro dos negócios no Oeste da Bahia

Palestrante Luiz Candreva vai conduzir o evento e é um dos nomes principais em contros de tecnologia e inovação no país

Por: Luciane Souza

Com a proposta de capacitar empresários de Luís Eduardo Magalhães e Barreiras em como entender melhor o mercado, indicando riscos e, especialmente, oportunidades para empreendimentos novos ou já consolidados, o Sebrae realiza nos próximos dias 13 e 14 de junho, respectivamente, o “Papo cabeça & Networking: o Futuro dos Negócios e os Negócios do Futuro”. As inscrições já estão abertas na Loja Virtual do Sebrae e são gratuitas. As vagas são limitadas.

Luiz Candreva, que conduzirá a palestra, já é um nome reconhecido nos principais encontros de tecnologia e inovação do país. Ele se tornou um dos profissionais mais polivalentes do universo de empreendedorismo brasileiro. Além disso, Candreva é empresário, mentor, professor e fundador da ezPark, plataforma de compartilhamento de vagas de estacionamento, presente em quatro países. Teve a carreira construída em algumas multinacionais no Brasil e nos Estados Unidos, além de consultorias em setores governamentais estrangeiros. Ele tem também vasta vivência empresarial, sobretudo nas áreas comercial e de marketing.

Durante a programação, o especialista vai abordar algumas das principais novidades do mundo dos negócios, a utilização das novas tecnologias nas empresas, aspectos do mercado, ideias, soluções e as principais necessidades dos novos perfis de clientes. Na apresentação, Luiz explora as facetas da inovação que estão revolucionando o mundo dos negócios.

O gerente regional do Sebrae em Barreiras, Emerson Cardoso, que atende todo o Oeste da Bahia, destaca que a palestra já foi apresentada em cinco países. “É preciso repensar as estratégias, desenvolver novos paradigmas, descortinar oportunidades ou reinventar seu negócio. O Sebrae vem provocar essa necessidade. Apresentaremos o que está acontecendo no mundo corporativo e quais são as perspectivas e tendências que tornarão as empresas mais competitivas”, destacou.

O evento é uma realização do Sebrae em parceria com a Associação de Jovens Empreendedores de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães. Conta com o apoio da prefeitura municipal de Barreiras, agência Immagine, Subway, Abapa, Fundeagro, CDL Barreiras e Acelem.

Mais informações podem ser obtidas na unidade regional do Sebrae que fica na Avenida Benedita Silveira, 118, Edifício Portinari, Centro, Barreiras, ou através do telefone 3611-3013.

Serviço

O que: Seminário “Papo cabeça & Networking: o Futuro dos Negócios e os Negócios do Futuro”

Onde: Luís Eduardo Magalhães: dia 13/06/18 (quarta-feira), às 19h no Hotel Saint Louis; e Barreiras: dia 14/06/18 (quinta-feira), às 19h no Hotel Solar das Mangueiras.

Inscrições: Loja Virtual do Sebrae – http://www.lojavirtual.ba.sebrae.com.br/loja/ (vagas limitadas)

Chocolate do Oeste da Bahia é destaque no programa “É de Casa”

O cacau se tornou a base de renda de toda uma família, que criou a marca “Cacau do Oeste”, com o apoio do Sebrae desde o início

Barreiras – O apresentador Zeca Camargo, do programa É de Casa, da Rede Globo, visitou o Oeste da Bahia para conhecer a história do chocolate produzido na região pela família Veloso. O cacau é plantado no sitio Jacarandá, Barreiras Norte, em uma área de quatro hectares desde 2002, pelo produtor Antônio Veloso. O fruto se tornou a base de renda de toda a família, que começou a produzir, com a matéria prima, licor de cacau, brigadeiro, amêndoas de cacau cristalizadas e chocolates, criando a marca “Cacau do Oeste”, empreendimento apoiado desde o início pelo Sebrae.

O chocolate produzido na propriedade é feito pela filha do cacauicultor, Ana Paula, que há quase dez anos vem se qualificando para uma melhor fabricação de chocolates e derivados, utilizando o cacau produzido pelo pai. Ana conta que o Sebrae foi muito importante na construção do empreendimento familiar e que, por meio da instituição, participou de várias capacitações, como o Empretec e consultorias de gestão financeira, além de missões comerciais e feiras.

A empresária destaca o Programa Sebraetec, que criou a marca e desenvolveu as embalagens dos produtos. “As mudanças foram necessárias para que o produto ficasse mais atrativo e apresentasse todas as informações da composição”, pontuou.

Para Emerson Cardoso, gerente regional do Sebrae em Barreiras, que atende todo Oeste da Bahia, a contribuição da instituição foi importante na capacitação dos produtores e na prospecção de mercados, mas o que faz a diferença é o comportamento empreendedor. “Acreditamos na iniciativa e apoiamos a formatação do negócio. Eles estão de parabéns pela persistência e determinação”, frisou.

O Oeste baiano é conhecido mundialmente como o celeiro de grãos, onde são produzidos soja, milho, algodão e café. Agora, com a divulgação nacional do cacau e chocolates produzidos na região, são abertas novas perspectivas e oportunidades para os empreendedores locais. A marca “Cacau do Oeste”, por exemplo, é uma homenagem à região e divulga mais uma vocação do cerrado da Bahia.

O programa “É de casa” que vai mostrar a história da família Veloso vai ao ar no próximo dia 31 de março, especial Páscoa. Sábado a partir das 9h na Rede Globo de televisão.

Mais informações sobre os programas oferecidos pelo Sebrae podem ser obtidas na sede do Sebrae em Barreiras, que fica na Avenida Benedita Silveira, 118, Centro, Edifício Portinari, ou através do telefone (77) 3611-3013.

Fonte: 

Luciane Souza
Agência Sebrae de Notícias Bahia

(77) 9.8829.9787
luciane@varjao.com
twitter.com/sebraebahia
facebook.com/sebraebahia

CDL- LEM realiza 1º Coquetel de negócios

Na noite da última quarta-feira, 07, às 19h, aconteceu no Pak Suítes Hotel, o 1º Coquetel de Negócios – Direto ao ponto, com o tema: O que mudou nas leis trabalhistas e como a receita federal enxerga o contribuinte.
O evento teve início com a palavra do presidente da CDL-LEM, Gilson Sena, agradecendo a presença de todos os associados e empresários em geral, que comparecem para uma noite especial, de muita informação, “tenho certeza que ao termino dessa noite, os senhores estarão muito bem informados. Hoje o que faz a diferença entre um empresário comum e um bem sucedido, é a quantidade de informação útil que ele possui, e vocês estarão a frente por que possuíram essas informações que farão grande diferença em suas vidas”, finalizou.
O primeiro palestrante da noite foi o contador e consultor tributário, Claudomiro Garrocini, que trabalhou o tema: Como a receita federal enxerga o contribuinte e as novas formas de cobrança. Após um breve intervalo para o coquetel, foi concedida a palavra a Advogada trabalhista e doutorando em Direito do Trabalho pela UBA, Drª Ulana Knup, que palestrou sobre o tema: O que mudou nas leis trabalhistas. 
Após as palestras, o evento foi aberto para perguntas da plateia, que foram brilhantemente sanadas pelos especialistas da noite, Claudomiro Garrocini e Drª Ulana Knup.
 
O evento foi uma realização da CDL- LEM, em parceria com a MS Eventos Empresariais.
Ascom / CDL-LEM

Primeira ocorrência de Ferrugem Asiática na Bahia na safra 17/18 é encontrada em São Desidério. Saiba o que fazer.

A doença mais perigosa da soja, a Ferrugem Asiática, é causada por um fungo que prejudica e reduz a produtividade desta cultura, gerando perdas consideráveis para o produtor. A doença teve sua origem na Ásia e no Brasil foi encontrada no final da safra de 2000/2001, no estado do Paraná. Hoje, no entanto, a doença se espalhou e atualmente tem incidência em todos os estados produtores do País, causando preocupações generalizadas nos produtores.

Na safra 17/18, no estado da Bahia, a primeira incidência a Ferrugem Asiática foi encontrada no município de São Desidério, oeste baiano, no dia 03 de janeiro, em lavoura comercial. Segundo informações da Dra Monica C. Martins, da Círculo Verde, empresa luiseduardense que identificou e confirmou a presença do fungo, a semeadura ocorreu em novembro, ou seja, dentro do intervalo estabelecido pela Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), que determina o plantio entre os dias 08 de outubro e 15 de janeiro. As plantas estavam no estádio R3. “Neste momento é importante que os produtores intensifiquem o monitoramento em suas lavouras, porque já foi encontrado o primeiro foco da doença. Isso significa que os esporos já estão no ar, ou seja, há a possibilidade de surgimento de novos focos. É imprenscindível que os produtores, ao fazer o controle químico, utilizem bons fungicidas, aplicados no momento correto, e que utilizem protetores nessas aplicações. Até porque o clima está bem favorável para a doença, com chuvas frequentes e mormaço. Não é momento de desespero, mas de atenção para as lavouras, afim de evitar a propagação da doença”, explica a Dra. Monica.

Segundo ela, a previsão climática que alegra os produtores, também é motivo para redobrar a atenção no monitoramento das lavouras. “Para esta safra, há a perspectiva de as doenças serem mais intensas, em função da previsão de chuvas para a região, pois a intensidade e regularidade das chuvas previstas, caso se confirmem, formam um ambiente propício para o desenvolvimento da soja, mas também da Ferrugem Asiática”, confirma.

Em nota divulgada pela Aiba, o coordenador do Programa Fitossanitário de Combate à Ferrugem Asiática da Soja na Bahia, Armando Sá, sinaliza que a ocorrência de chuva regular na região, com temperaturas mais frias à noite e com formação frequente de orvalho, beneficiaram o desenvolvimento da soja, mas também formaram condições favoráveis para o aparecimento da doença. “Mesmo o foco tendo sido encontrado tardiamente, comparado com outros estados, a previsão é que a chuva continue no Oeste da Bahia de forma continua até o fim de janeiro, por isto, os demais agricultores devem estar alerta e intensificar o monitoramento nas áreas plantadas. Nossa equipe de técnicos já se encontra na região de São Desidério para auxiliar e informar os produtores”, ressaltou.

As lesões causadas nas folhas da planta pela doença podem variar de acordo com o cultivar. Caso seja um cultivar suscetível, as lesões predominantes são castanhas claras; já em cultivares resistentes, as lesões predominantes são castanho avermelhadas. No início dos sintomas, a Ferrugem pode ser facilmente confundida com outras doenças em um monitoramento mais superficial, o que prejudica a sua identificação nos primeiros dias.

Segundo o mapa do Consórcio Antiferrugem da Embrapa, já foram identificadas 77 ocorrências na safra 17/18 em todo o Brasil. O estado com mais focos é o Paraná, onde foram observadas 46 ocorrências. Nosso vizinho Tocantins ainda não relatou nenhum foco da doença. A união dos produtores e monitoramento constante e intenso das plantações é que fazem a diferença no combate desta doença, que pode resultar em uma perda de produtividade de até 90% em casos mais graves.

 

* Como estratégia de transferência de tecnologia para a ferrugem asiática da soja, foi criado em 2004 o Consórcio Antiferrugem. Paralelamente à criação do Consórcio foi formada uma rede de ensaios cooperativos para testes de fungicidas entre pesquisadores de todo o Brasil, responsável por gerar conhecimento para subsidiar as ações de pesquisa, de técnicos e de produtores no campo. Atualmente a rede de ensaios cooperativos também compõe o Consórcio Antiferrugem. Acesse o site e saiba mais. 

https://www.embrapa.br/soja/ferrugem/consorcioantiferrugem

 

Bamagril apresenta lançamentos e aumento de 15% em volume de negócios nesta edição da Bahia Farm Show

Presente na Bahia Farm Show desde sua primeira edição, a Bamagril, empresa que comercializa máquinas e peças agrícolas há 16 anos em Luís Eduardo Magalhães, apresentou um aumento de 15% em volume de negócios, em comparação com a edição anterior da feira. Para conquistar esse número, a empresa trouxe lançamentos e novas parcerias para atrair o produtor rural.

Entre os destaques apresentados pela Bamagril, está o lançamento do pulverizador 7040 da Metalfor e da pá-carregadeira MAX934N da Maxloader. Ambas as máquinas são lançamentos nacionais e chamaram atenção na feira. Equipado com uma transmissão totalmente automática Allison modelo 2500, o pulverizador agradou o produtor porque traz segurança, conforto e versatilidade, além de tecnologia avançada, permitindo que os usuários executem todas as funções para as quais ele foi projetado, de forma rápida e fácil. Já a pá-carregadeira da Maxloader, agradou por ser um projeto 100% nacional que apresentou melhorias como escadas de acesso com degraus serrilhados, além de corrimãos, joystick e volante ergonomicamente posicionados, banco com apoio para os braços, porta-objetos, ar condicionado e vidros verdes, que aumentam o conforto durante a operação.

Outro destaque na feira foi a parceria com a AGI Brasil, multinacional que em 2016 adquiriu a Entringer, empresa fabricante nacional de silos, transportadores, elevadores, secadores e máquinas de limpeza. Com a aquisição, a linha de produtos da AGI somada aos da Entringer permitiu fornecer ao mercado equipamentos desde o pequeno produtor até grandes empreendimentos como instalações portuárias. “Com muita satisfação que participamos da Bahia Farm Show 2017 junto com nosso representante Bamagril e com a nossa equipe comercial. Na feira, comprovamos o potencial da região, estreitando e fortalecendo cada vez mais a nossa relação com o cliente”, afirmou o gerente comercial Franklin de Oliveira.

Com 31 anos da família Barcellos em Luís Eduardo Magalhães e 16 anos de fundação da Bamagril, os proprietários Ida e Luiz Ziglioli Barcellos já conhecem bem as necessidades do produtor regional. “O agronegócio apresentou melhoras neste ano, com a chuva que voltou a cair. Isso representou um aumento em relação aos negócios do ano passado, em especial porque tanto nós, empresários, como o produtor, acredita no seu negócio. Como digo, temos sempre que acreditar no nosso trabalho. Passamos cinco dias fazendo bons negócios novamente, trazendo tecnologia para o produtor rural e com o apoio dos bancos”, afirmou Ida Barcellos.

Reconhecida em toda região pela variedade de máquinas e implementos agrícolas com a qual trabalha, a Bamagril também conquista seus clientes através do seu atendimento personalizado, sempre com um bom chimarrão e soluções para oferecer ao produtor. Exemplo disso foi a mateada que aconteceu no stand na quinta-feira, com presença de amigos, clientes e parceiros. “Mais uma vez trouxemos tecnologia e oportunidades para o público da Bahia Farm Show. Além de um stand confortável, com a cara da Bamagril, sempre com um chimarrão pronto para receber nossos visitantes, trouxemos novidades e máquinas que vão ajudar o produtor a ter uma safra tranquila, sempre priorizando a qualidade e o excelente custo-benefício”, afirmou Ida Barcellos, sócia proprietária da Bamagril. Para o produtor, ter os proprietários à disposição dos seus negócios faz diferença. “Vir ao stand da Bamagril e encontrar os proprietários com um chimarrão na mão e disponibilidade para nos apresentar suas máquinas agrícolas nos traz confiança. Não conhecia a empresa e fui muito bem recebido pela equipe, atenciosa e prestativa”, afirmou o produtor Luiz Silva.

Trabalhando com uma grande variedade de máquinas e peças das melhores marcas do Brasil para atender cada vez melhor o homem do campo, a expectativa da Bamagril após o evento é de finalizar novos negócios iniciados durante a feira, atendendo todas as necessidades do produtor para a próxima safra.

União dos agricultores e otimismo com a safra agrícola marcam abertura da Bahia Farm Show 2017

Motivados pelos bons números da safra 2016/2017, a união dos agricultores e o otimismo foram ressaltados como os principais fatores que levaram a 13ª edição da Bahia Farm Show, aberta nesta terça-feira (30), para o patamar internacional, atraindo expositores e caravanas de outros países, como Alemanha, Gana, Índia e Estados Unidos. Durante a solenidade de abertura, agricultores, expositores e representantes de instituições financeiras ressaltaram sobre o protagonismo do agronegócio para o desenvolvimento socioeconômico da região do Matopiba (fronteira agrícola que abrange os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).

O presidente da Bahia Farm Show e da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Celestino Zanella, ressaltou a importância dos agricultores diante da tecnologia desenvolvida e difundida na Feira. “Se não fosse o empenho coletivo, de todas as pessoas envolvidas, não teríamos condições de fazer um trabalho tão bem feito. Esse é o lugar para encontrar os amigos, ensinar, aprender, ver as inovações, conhecer as máquinas, trabalhar com irrigação, conversar sobre o potencial hídrico do oeste”, pontuou.

Já consolidada como um dos maiores eventos de tecnologia agrícola do Brasil, a Feira espera receber, durante os cinco dias, mais de 60 mil pessoas, que devem conferir todas as novidades em tecnologia agrícola, expostas nos mais de 200 estandes de máquinas e implementos agrícolas.

Produtor homenageado desta edição da feira, Odacil Ranzi, foi um dos pioneiros no cultivo e no desenvolvimento tecnológico da soja no oeste baiano. “Estamos estabelecidos há 37 anos na região, com trabalho profícuo, trazendo renda, desenvolvimento e empregos para a nossa região. Fomos pioneiros no plantio da soja, do feijão carioca, na rotação de culturas com o plantio de milho e no plantio do algodão”, ressaltou. Odacil foi lembrado também pela condução dos trabalhos como vice-presidente da Aiba e na participação da organização das duas últimas edições da feira.

Presente na abertura, o vice-governador da Bahia, João Leão, parabenizou os agricultores baianos pelo sucesso da organização de mais uma edição da Bahia Farm Show. “Esta imensidão de evento só é possível graças à força dos produtores que se dedicaram a estas terras”, ressalta ele, ao adiantar que o governador da Bahia, Rui Costa, visitará a Feira na próxima sexta-feira (2). Na oportunidade, o governo do Estado anunciou convênios para fomentar a agricultura, por meio da concessão de títulos de terras aos agricultores do oeste da Bahia, e uma parceria com a Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) para o desenvolvimento de suinocultura no município de Barra.

Para o secretário de agricultura, Vítor Bomfim, a realização da Feira neste ano está cercada de boas expectativas por conta da safra, superando os anos difíceis que os agricultores atravessaram. “É preciso que a gente facilite a concessão das licenças ambientais, sobretudo nas áreas onde há o cultivo há bastante tempo, para que não seja necessária a renovação todos os anos”, afirma.

Já o prefeito de Luís Eduardo Magalhães, Oziel Oliveira, reforçou a luta dos agricultores diante dos entraves de logística e burocráticos, principalmente em relação aos licenciamentos ambientais, sugerindo uma plataforma única específica para a região como forma de desburocratizar a produção fomentada pelo oeste da Bahia. “Juntamente com outras associações de agricultores, também lanço outro desafio para que seja assinado pelo governador que uma pequena parcela do recurso do ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis) para o Prodeagro (Programa de Desenvolvimento do Agronegócio) para que seja revertido para investimentos em melhorias e logística, a exemplo das estradas”, afirma.

 

SERVIÇO:

Bahia Farm Show 2017

Data: 30 de maio a 03 de junho de 2016

Local: Complexo Bahia Farm Show: BA 020/242, km 535 – Luís Eduardo Magalhães – Bahia

www.bahiafarmshow.com.br

ASCOM/ARATICUM

Começa hoje Semana do Microempreendedor Individual com palestras e oficinas gratuitas

Acontece entre os dias 8 e 13 de maio a 9° edição da Semana do Microempreendedor Individual (MEI). O intuito do evento é além de fornecer orientação e qualificação gratuita a quem já é microempreendedor individual, também incentivar a formalização dos aspirantes a empresários e dos trabalhadores informais.

A imagem pode conter: 1 pessoa

Quem participar pode tirar dúvidas com vários especialistas em pequenos negócios e se envolver em diferentes atividades como palestras, oficinas e capacitações.

Entre os principais temas abordados este ano estão empreendedorismo, inovação, organização, planejamento e finanças.

Em Salvador a programação está bem generosa, uma ótima oportunidade para esclarecer algumas dúvidas e desfazer velhos conceitos.

Assuntos atuais serão debatidos em palestras e oficinas sobre  as principais inovações para seu negócio, nos mais diversos ramos como, beleza e estética, alimentos e bebidas, moda e confecções, beleza e cosmética, construção civil, comércio e serviços, etc.

Agora, se o seu interesse for planejamento, gestão e marketing, também tem conteúdo pra você. Veja algumas das suas opções:

Como elaborar modelo de negócios, oportunidades de negócios, gestão da qualidade, estratégias de mercado, vender pela internet, expor o produto, e-commerce, mídias sociais, cliente oculto, loja virtual, pagamentos eletrônicos, conservação de alimentos, redução de desperdícios, embalagem para produtos alimentícios, código de barras, processos alimentícios, cozinha colaborativa, entre muitos outros.

A programação completa para capital e interior você confere aqui:

http://www.semanadomei.com.br/

Nesse link você confere a programação do interior: http://www.semanadomei.com.br/programacao-interior/

2º Fórum de Empreendedorismo de LEM acontece dias 17 e 18 de março com Carlos Wanderlan e mais 5 palestrantes

Em março, nos dias 17 e 18, acontece a 2ª edição do FEL – Fórum de Empreendedorismo de LEM, um evento feito para ajudar empreendedores e líderes a repensarem o modo como fazem negócios e descobrirem como usar a criatividade, inovação, marketing digital e relacionamento para ter mais sucesso em 2017.

O FEL 2017 é um evento direcionado a empreendedores (sejam eles pequenos, médios ou grandes), estudantes e a todas as pessoas que desejam empreender ou conhecer e aprender um pouco mais sobre ferramentas de inovação e empreendedorismo na região oeste da Bahia. É desenvolvido pela Agência Immagine, se tornando, a cada edição, uma experiência inesquecível que oferece aos empreendedores as ferramentas e os caminhos necessários para ter mais sucesso nos negócios. “O FEL foi idealizado para suprir as necessidades de atualização de empreendedores e profissionais de qualquer área que buscam atuar cada vez melhor no mercado, obtendo sucesso e crescimento pessoal e profissional. Um dos temas principais do evento é Relacionamento, pois ele é cada vez mais essencial para conquistar e fidelizar clientes, fornecedores e colaboradores”, explicam as organizadoras do evento, Dávila Kess e Mônica Zanotto.

A programação desta edição terá workshops, palestras e um painel de discussão durante dois dias intensos repletos de experiências que estimulam a troca de conhecimento, o relacionamento e a formação de novas pontes. O evento acontecerá no Hotel Solar e terá dois ambientes, possibilitando aos participantes escolher sua programação por período (sexta à noite e sábado) e selecionando o que mais combina com seus interesses.

Palestrantes confirmados:

– Carlos Wanderlan

Criador do aplicativo HandTalk, o palestrante abordará o tema “Inovar é Fazer. Inove ou morrerá!” na palestra e também comandará um Workshop sobre “Design Thinking: Destrave a sua capacidade criativa de resolução de problemas (com muita prática e mão na massa)”.

– Rubia Franciosi & Tudy Vieira

Rubia Franciosi é palestrante, psicóloga pela UPF, especialista de TCC – Terapia Cognitivo Comportamental, Alpha e Executive Coach formada pela Sociedade Brasileira de Coaching. Tudy Vieira é palestrante, administradora, Master Coach e Consultora Organizacional, possui MBA em Planejamento e Gestão Empresarial e é licenciada pela Sociedade Brasileira de Coaching, pelo Behavioral Coaching Institute e reconhecida International Coaching Council. Juntas vão ministrar a palestra “A arte de se relacionar com as pessoas e o sucesso profissional”.

– Kalyne Menezes

Jornalista, Mestre em Comunicação, Especialista em Assessoria de Comunicação e Marketing e atualmente cursando Especialização em Inovação em Mídias Interativas, todos pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Fará um workshop sobre “Como usar as mídias sociais a seu favor e como se relacionar com o cliente”.

– Claiton Vignatti Dani

Consultor especialista em Produtividade e Finanças da Conduz Consultoria, administrador especialista em Gestão Empresarial, MBA em Finanças, Auditoria e Controladoria e professor universitário, seu workshop abordará os temas “Marketing, Margem de Lucro e Matriz BCG”.

– Marinho Hermes

Trainer e palestrante há 13 anos, formado pela Dale Carnegie & Associates (EUA), coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching, administrador e empresário, ministrará a palestra “O líder em você: inspirando quem faz sua empresa crescer”.

O primeiro lote de ingressos foi lançado no dia 7 de fevereiro, com valores promocionais até 28 de fevereiro: R$ 90 + taxa do site (inteira) e R$ 45 + taxa do site (estudantes). Os ingressos podem ser comprados pelo link https://goo.gl/6b5pC7 e o pagamento pode ser feito em cartão de crédito/débito, boleto ou depósito online. A programação está disponível na página www.facebook.com/forumdeempreendedorismodelem

Para mais informações sobre a compra de ingressos ou outros assuntos, entre em contato pelos telefones (77) 9 9152-6255 (Tim) ou 9 9933-3055 (Vivo – Whatsapp).